Policial há 27 anos, xanxerense é reconhecido pelo trabalho no setor de trânsito

5 de janeiro de 2019 14:29
Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Policial há 27 anos, xanxerense é reconhecido pelo trabalho no setor de trânsito Foto: Karina Ogliari/Lance Notícias

Formado em direito e com especialização em trânsito, Tenário Roque Klein, de 56 anos, trabalha no setor da Ciretran de Xanxerê desde o ano de 2001. Iniciando na organização do setor de multas e veículos.

– Passei por todas as atividades, tanto na parte operacional como no plantão e no setor de investigação trabalhei como coordenador. Em termos de aprendizado me sinto muito realizado e satisfeito. Sempre defendi a tese que o policial deve entender um pouco de cada setor para ser um bom profissional – frisa Tenário.

Tenário comenta que é reconhecido por populares na rua, que questionam sobre leis de trânsito ou o reconhecem de aulas da autoescola.

– Já fui responsável pelo teste de direção veicular em Xanxerê, e fui extremamente rigoroso, até me pintaram como carrasco. Mas, não me arrependo do grau de exigência, pelo contrário, hoje encontro pessoas que me cumprimentam na rua e agradecem pelos testes de direção. Pois de nada adianta você obter a carteira e não saber dirigir – ressalta.

Depois do setor de veículos, Tenário conta que trabalhou por muito tempo no Conselho Municipal de Trânsito e Educação no Trânsito.

– São setores muito interessantes, quando estive na frente ajudei na realização de palestras de conscientização em empresas e escolas. Por três vezes ajudei na produção de material de campanhas de trânsito em Xanxerê– pontua.

O setor de veículos sempre me chamou a atenção de Tenário, e foi onde o profissional decidiu se estabelecer.

– Sempre acompanhei o trabalho dos peritos nas investigações, pois era um interesse particular meu. No ano de 2004 participei de uma grande investigação aqui em Xanxerê e região, onde foram apreendidos dez caminhões superlotados, foram meses de investigação, pois a informação não chega pronta na sua mesa, você tem que busca e isso nos move ainda mais na profissão – explica.

 

Desrespeito e os acidentes de trânsito

Para Tenário, o desrespeito é um dos principais fatores resultantes de acidentes no trânsito.

– O grande desafio do trânsito hoje é que a pessoa não seja apenas um condutor habilitado, mas sim que entenda e respeite as leis de trânsito. Se todos cumprirem o que está previsto na legislação não haveria metade dos acidentes registrados – ressalta.

As leis de trânsito são de conhecimento de todos, o que falta é o respeito e consideração pelos motoristas.

– Se existe um limite de velocidade é para a segurança das pessoas. Se você parar para observar, são coisas que começam desde criança, por exemplo, o pai que deixa o filho menor de idade no colo enquanto dirige – frisa.

Hoje, as palestras de educação para o trânsito devem ser mais estimuladas pelas prefeituras da cidade.

– A televisão deveria ter mais campanhas de conscientização, assim como no município. Eu insisto muito neste ponto, para que as campanhas sejam permanentes. Hoje, o reconhecimento e boa relação com a população é o melhor presente que posso levar do meu trabalho – finaliza.


Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário

Saiba Mais