Policial Militar que salvou a vida de criança de dois anos em Bom Jesus, morre atropelado em Chapecó

23 de outubro de 2016 09:34
Comunidade , Polícia , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Policial Militar que salvou a vida de criança de dois anos em Bom Jesus, morre atropelado em Chapecó O soldado salvou a vida da criança ainda em 2014 (Foto: PMRv)

 

Era em torno de 00h15min, da quarta-feira de 2014, quando o Soldado, que estava de plantão na recepção do 9º Grupo de Polícia Militar Rodoviária no município de Bom Jesus/SC, percebeu a chegada de um veículo gol em alta velocidade parando no pátio do posto rodoviário e de imediato uma senhora com uma criança no colo veio de encontro ao Soldado PM Daniel e aos prantos lhe disse “salve minha filha ela está morrendo, faça alguma coisa” e jogou a criança nos braços do Soldado PM Daniel, com cor pálida e o rosto estava com tom de cor roxa. Ao verificar a respiração e os batimentos cardíacos não percebeu nenhum batimento e respiração, de imediato iniciou o procedimento de reanimação e instantes após a criança tossiu, voltando a respirar.

Mesmo não tendo capacitação e formação nos procedimentos de primeiros socorros, o Soldado PM Daniel, não mediu esforços em salvar a vida da pequena Isabeli de apenas 2 anos, com profissionalismo e dedicação pondo em prática uma das missões do Policial Militar, a de salvar vidas.

Após a criança estar respirando normalmente, foi acionado o corpo de bombeiros para condução ao Hospital Regional de Xanxerê, para que a pequena Isabeli, passasse por uma avaliação médica do seu estado de saúde.

O mesmo policial que salvou a vida de uma criança, na madrugada deste domingo 23, coincidentemente no mesmo horário, (00H15), perdeu a vida em serviço. O CB/PM Daniel Leite estava numa ocorrência quando foi atropelado, na via marginal da BR 480, logo após a passarela, saída para a BR 282.

Quando o Corpo de Bombeiros Militar chegou ao local, a vítima encontrava-se em decúbito lateral esquerdo na via pública. Ele apresentava traumatismo craniano, pupila dilata ausência de sinais vitais. Após avaliação foi deixado aos cuidados da Policia Militar e o Instituto Geral de Pericias (IGP), para os procedimentos.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais