Prefeito fala sobre gastos e arrecadação de Xanxerê e tem boas expectativas para 2018

27 de dezembro de 2017 08:58
Comunidade , Economia , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Prefeito fala sobre gastos e arrecadação de Xanxerê e tem boas expectativas para 2018 Cidade de Xanxerê (Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias)

 

Um assunto bastante debatido em Xanxerê é questão da economia da prefeitura. Recentemente um pedido de cassação de mandato foi aberto por um vereador contra o prefeito do município alegando que a folha de pagamento da prefeitura está acima do permitido e que ações para contenção de gastos não foram tomadas.

O prefeito de Xanxerê Avelino Menegolla, em entrevista ao LANCENOTICIAS.com.br explicou a situação e comentou que tem trabalhado para diminuir os números de gastos com a folha de pagamento, para manter a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Não se muda um movimento econômico do dia para a noite. Eu trouxe a folha no meu mandato para 49%, depois houve uma queda na arrecadação e houve o aumento da folha novamente. Eu tirei, 5, 6 pessoas da prefeitura, mas não resolveu. Isso aconteceu porque os últimos dois prefeitos não cuidaram da folha, em oito anos não foi ajustado as taxas recolhimento de lixo, de iluminação, pelo menos o reajuste tem que ser repassado”, explica Menegolla.

O principal objetivo da Lei de Responsabilidade Fiscal, de acordo com o caput do art. 1º, consiste em estabelecer “normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal”, estabelecendo os seguintes postulados: ação planejada e transparente; prevenção de riscos e correção de desvios que afetem o equilíbrio das contas públicas; garantia de equilíbrio nas contas, via cumprimento de metas de resultados entre receitas e despesas, com limites e condições para a renúncia de receita e a geração de despesas com pessoal, seguridade, dívida, operações de crédito, concessão de garantia e inscrição em restos a pagar.

Menegolla enfatiza que a expectativa para 2018 é melhor. “Para o ano que vem nós temos uma perspectiva melhor de arrecadação e o índice deverá diminuir”, finaliza.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais