Prefeitura de Xanxerê pode decretar situação de emergência

3 de outubro de 2018 13:15 | Clima , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Prefeitura de Xanxerê pode decretar situação de emergência Foto: divulgação

O poder público municipal realiza o levantamento dos danos e prejuízos causados pela forte chuva que atinge Xanxerê desde a noite da segunda-feira (1º) e segue durante esta quarta (3). A intenção é identificar os índices para então verificar a possibilidade da decretação de estado de emergência. Das 4h às 10h de hoje (3), período de intensa chuva, foram registrados 56 milímetros de chuva, conforme a Defesa Civil.

Em reunião realizada através da Sala de Situação coordenada pela Defesa Civil Regional, no centro administrativo, estiveram reunidos os secretários municipais, os quais apresentaram previamente a situação de cada pasta. Durante o dia, cada setor fará os encaminhamentos necessários, como preenchimento de formulários e contato com os atingidos. O prefeito em exercício, Ivan Marques, percorreu diversos locais para verificar a situação e atender as necessidades.

No centro da cidade e nos bairros, as equipes atuam para amenizar os problemas, desobstruindo os bueiros com concentração de lixo, umas das principais causas dos alagamentos. Já no interior, as máquinas atuam para escoar a água acumulada na via.

Situação em cada área

Na Educação, as unidades de ensino Pingo de Gente, Novo Horizonte, Criança Feliz, Aparecida, Rui Pimentel, Pequeno Príncipe e Cirilo Dal’Oglio apresentaram infiltrações. Para não prejudicar a programação dos pais, as aulas serão mantidas. A limpeza nas unidades é realizada, para que o atendimento seja normalizado.

Na Agricultura, mais de 15 comunidades do interior tiveram as estradas afetadas pela chuva. Um agricultor teve prejuízo de R$ 300 mil no plantio de soja. Além disso, há danos nas lavouras de aveia, milho e feijão. As equipes atuam com máquinas em diversas regiões, para melhorar a trafegabilidade. No setor de obras, as equipes atuam nas ruas do centro e bairros, desobstruindo os bueiros.

Na Saúde, as unidades do Bortolon, João Winckler, Vista Alegre, Nossa Senhora de Lourdes, Tacca, CTA no Hélio Ortiz e Esportes apresentaram problemas, mas os atendimentos foram mantidos. Nas primeiras horas da manhã, o atendimento foi suspenso apenas no Pronto-Atendimento Municipal, onde as salas foram alagadas.

No Social, famílias procuram a secretaria em busca de aluguel social, material de construção, roupas e alimentos, estes há estoque e são entregues conforme a necessidade. Os locais que atendem os Programas Sociais Cantinho Feliz, Pão da Vida e Castelinho foram alagamos, mas a situação ajustada pelos servidores.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais