Presidente da ExpoFemi 2020 fala sobre os encaminhamentos a partir de agora

14 de junho de 2019 08:56 | Visualizações: 1012
Comunidade , ExpoFemi Compartilhar no Whatsapp
Presidente da ExpoFemi 2020 fala sobre os encaminhamentos a partir de agora Foto: Arquivo Lance Notícias

A menos de um ano para a grande festa que movimenta toda a região, a Expo Femi, os trabalhos a partir de agora, após escolha do presidente e vice, é selecionar os coordenadores de cada setor. A Festa Estadual do Milho é voltada ao agronegócio e traz para Xanxerê diversos empresários, proporcionando o desenvolvimento da economia em vários segmentos.

O presidente escolhido para esta edição, Oscar Martarello comenta em entrevista sobre os encaminhamentos a partir de agora. Confira a entrevista!

 

Quais serão os primeiros encaminhamentos? Montar as equipes de trabalho?

A gente já fez alguns contatos com vários que já trabalharam nas edições passadas e também algumas pessoas novas serão convidadas, porque é importante ir renovando, mas já foram feitos os primeiros contatos para ir montando a comissão.

 

De que forma serão escolhidos os coordenadores de cada comissão?

Pessoas que já tiveram envolvidas, lideranças, algumas com ideias novas, no círculo de pessoas da sociedade influente, então dessa forma que será montada a comissão.

 

Vendas dos espaços ficará de responsabilidade da Acix como ocorreu na edição passada? Facilita de certa forma pelo fato da equipe já ter experiência em desenvolver a função?

A venda dos espaços vai ficar da mesma forma que na edição passada e vai ser licitada. Queremos lançar isso o mais breve possível para que haja tempo da empresa ganhadora estar comercializando os espaços, até a pedido de alguns empresários que vão expor e preferem iniciar o pagamento. O ano passado foi a Acix, porém é uma licitação aberta e todos podem participar. A Acix fez um excelente trabalho no ano passado, mas é uma licitação pública e não pode ser direcionada.

 

Continuará sendo uma semana de feira?

É bem provável que seja uma semana de feira. Alguns empresários até gostariam que fosse em menos dias, mas é uma feira que a gente não abre mão de trabalhar ao máximo para que seja autossustentável, então provavelmente seja o mesmo tempo que aconteceu no ano passado, mas vamos levar em reunião de comissão e será discutido, mas acredito que vai ser no mesmo tempo que aconteceu no ano passado.

 

Planeja trazer algo diferenciado nessa edição enquanto presidente? Algo que nunca tenha ocorrido nas edições anteriores?

Acredito que sim e que venham algumas coisas diferentes. A gente estará ouvindo lideranças, os presidentes de entidades, sugestões, então não é o presidente que vai fazer a Femi, estaremos apenas organizando, mas a gente estará ouvindo ideias e tudo terá que ser autossustentável, a prefeitura não pode estar gastando porque tem outras prioridades para o município. Vamos trazer algo novo, desde que isso não onere custo financeiro para a prefeitura.

 

Referente aos shows, haverá contratação de empresa terceirizada para cuidar dessa situação?

Será licitado porque nós não conhecemos de contratação de shows. Sempre que uma empresa de eventos consegue contratar vários shows com os melhores artistas há uma economia e o custo é mais baixo, então é bem provável que haja uma licitação para a contratação de shows aos moldes do ano passado.

O maior cuidado que estamos tendo, além de fazer uma grande feira, é que todos se envolvam ao máximo para que aconteça uma das maiores feiras, mas acima disso está a questão autossustentável, a gente não quer deixar ônus para a prefeitura, então isso é um grande cuidado. Acredito que a gente vá seguir os modelos do ano passado, e a parte burocrática que demorou ano passado esperamos que nessa edição esse tempo seja reduzido ao máximo.


Por: Carol Debiasi

Deixe seu comentário

Saiba Mais