PRF dará início a Operação Carnaval 2019 nesta sexta-feira (1º)

28 de fevereiro de 2019 10:58 | Visualizações: 148
Assessoria de imprensa , BR 282 , Polícia , Trânsito Compartilhar no Whatsapp
PRF dará início a Operação Carnaval 2019 nesta sexta-feira (1º) (Foto: PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia à zero hora desta sexta-feira (1º), em todo o Brasil, a Operação Carnaval 2019, que se estende até as 23h59min de quarta-feira de cinzas, dia seis de março, totalizando seis dias de mobilização. O período é um dos mais críticos do ano, pois representa um grande aumento do fluxo de veículos nas rodovias, podendo chegar a 100% acima do normal em alguns períodos.

A operação consiste em intensificar ações de policiamento e fiscalização nas rodovias federais do estado, no sentido de educar, prevenir, manter a normalidade do fluxo de veículos e reduzir o número de acidentes e vítimas no trânsito. Em Santa Catarina, o maior número de acidentes geralmente acontece no Litoral, especialmente na BR 101. Em direção ao interior, o problema de acidentes graves é notável na BR 470 entre Blumenau e Pouso Redondo, no denominado Vale Europeu.

Em SC, a PRF ganhará o reforço de 12 policiais rodoviários federais vindos dos outros estados. Eles serão distribuídos em regiões onde ocorrem festas carnavalescas e atuarão em conjunto com policiais já lotados no estado, alguns deles trabalhando no horário de folga. O Grupo de Motociclismo Regional (GMR) e o Núcleo de Operações Especiais (NOE) vão atuar todos os dias no feriadão. Policiais que atuam no serviço administrativo também vão reforçar o serviço operacional.

Além disso, durante os seis dias de operação, policiais especializados em educação para o trânsito irão convidar, após a fiscalização, motoristas para assistir palestras ou filmes educativos de no máximo cinco minutos. O objetivo é sensibilizar os condutores sobre a importância da prevenção de acidentes.

Nos anos anteriores, a PRF/SC registrou os seguintes números em seis dias de Operação:

No feriado de Carnaval o fluxo de veículos aumenta principalmente em regiões de festas tradicionais como Laguna, grande Florianópolis, Balneário Camboriú e Navegantes (BR 101), São Francisco do Sul (BR 280) e Joaçaba (BR 282). A maior concentração de veículos e prováveis congestionamentos devem ocorrer no dia 1º, sexta, e dias cinco e seis (terça e quarta), quando termina o feriadão e ocorrerá a “volta para casa”.

Motoristas dirigindo sob efeito de álcool são uma das principais preocupações do Órgão. Por isso, a fiscalização do consumo de bebidas alcoólicas será intensificada, principalmente nas regiões de festas carnavalescas. Vale lembrar que dirigir sob influência de álcool é uma infração gravíssima punida com suspensão do direito de dirigir por doze meses e multa de R$ 2.934,70. A mesma multa é aplicada ao condutor que se nega a se submeter aos testes. O valor dobra para o motorista reincidente no período de um ano.

A PRF também intensificará a fiscalização das condutas que aumentam o risco de graves acidentes ou que agravam as lesões como ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança ou cadeirinhas para crianças).

 

Restrições de tráfego

Para melhorar a segurança nas rodovias durante esse Carnaval, a PRF restringirá o tráfego de alguns veículos de carga em rodovias de pista simples. Caminhões bitrens, cegonhas e veículos com dimensão excedente devem obedecer o período de restrição abaixo:

 

Sexta-feira (1º): 16h às 22h

Sábado (02): 06h às 12h

Terça-feira (05): 16h às 22h

Quarta-feira (06): 06h às 12h

 

A Polícia Rodoviária Federal relembra aos motoristas algumas condutas que podem salvar vidas:

  • fuja dos horários de pico – programe sua viagem.
  • todos os ocupantes do veículo devem usar o cinto de segurança;
  • acenda os faróis durante o dia, mesmo fora das rodovias;
  • em caso de chuva, diminua a velocidade;
  • na dúvida, não ultrapasse;
  • não transite pelo acostamento;
  • motorista, não use o celular enquanto dirige;
  • se beber, não dirija.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais