Programa de Combate à Dengue inicia levantamento do índice de infestação em Xanxerê

7 de novembro de 2016 14:40
Comunidade , Dengue , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Programa de Combate à Dengue inicia levantamento do índice de infestação em Xanxerê (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

 

Uma ferramenta que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito e que, consequentemente, alerta sobre os possíveis pontos de epidemia da doença. Esta é a função do LIRAa (Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti), metodologia utilizada pelos municípios para o levantamento de índices larvários. Em Xanxerê, o programa de combate à dengue iniciou nesta segunda-feira (7) o levantamento e deve concluir até sexta.

O objetivo é ter um índice completo de todas as áreas do município, número de focos, locais com maior probabilidade de infestação, para assim, traçar um plano de trabalho para os próximos meses. No verão, os focos tendem a aumentar, já que geralmente chove à tarde e é quente, condição propícia para o mosquito aedes aegypti se reproduzir.

O LIRAa foi desenvolvido em 2002, pelo Ministério da Saúde, para atender a necessidade dos gestores e profissionais que trabalham com o programa de controle da dengue de disporem de informações entomológicas de maneira mais rápida.

No período de 1 de janeiro a 22 de outubro de 2016 foram notificados 13.214 casos suspeitos de dengue em Santa Catarina. Desses, 4.356 (33%) foram confirmados (3.460 pelo critério laboratorial e 896 pelo critério clínico epidemiológico), 624 (5%) estão inconclusivos (classificação utilizada no SINAN nos casos em que após 60 dias da data de notificação, ainda estiverem sem encerramento da investigação), 8.170 (61%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 64 (1%) casos suspeitos estão em investigação pelos municípios. Em Xanxerê foram 20 casos de dengue e mais 600 focos do mosquito.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais