Proibição da venda de saguis afeta trabalho do criador de Xanxerê

5 de março de 2019 18:25 | Visualizações: 918
Animais , Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Proibição da venda de saguis afeta trabalho do criador de Xanxerê Foto: Divulgação

Vilson Carlos Zarembski é o único criador de macaco-prego autorizado no Brasil. O criadouro fica localizado na Linha Perau das Flores, no interior de Xanxerê. Vilson se dedica aos animais silvestres há mais de 20 anos mas, nos últimos meses, tem enfrentado sérios desafios.

O principal se refere a proibição da venda de saguis. Agora, Vilson pode comercializar apenas os animais já registrados.

– Agora, com essa nova determinação, eu posso comercializar os saguis que já tenho registrado e eles podem ser vendidos apenas para outros estados não mais para Santa Catarina – relata Vilson.

O xanxerense já buscou ajuda por meio do Ministério Público, uma vez que os reflexos já são sentidos.

– Já busquei ajuda, até porque isso interfere no meu trabalho. Eu sou o único criador de macaco-prego autorizado no Brasil e, eu tinha seis funcionários, com essa mudança, reduzi para quatro. Eles dependem de mim e eu deles. É uma cadeia – frisa.

Não é a primeira vez que esta situação afeta o trabalho de Vilson, por conta disso ele pede a colaboração dos poderes públicos.

– Essa proibição aconteceu porque há muitos saguis em Florianópolis, mas tenho a plena certeza que o meu trabalho não influencia nisso – conclui o xanxerense.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais