Projeto “Cuidando dos Cuidadores” da Apae visa dar suporte aos familiares

2 de agosto de 2016 15:11
Comunidade , Saúde Compartilhar no Whatsapp
Projeto “Cuidando dos Cuidadores” da Apae visa dar suporte aos familiares (Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias)

 

O acompanhamento da equipe da Apae de Xanxerê vai além das quatro horas que as pessoas especiais passam nas dependências da instituição. O Programa Cuidando dos Cuidadores visa dar suporte àqueles que dedicam a sua vida a cuidar das pessoas com deficiência.

A assistente social, Daiane Triaca, explica que o projeto está em andamento há cerca de três anos e já foram desenvolvidas várias etapas. Inicialmente se realizaram palestras abordando os mais variados assuntos, buscando o fortalecimento dos laços entre os familiares. Já neste ano, a Apae trabalha de forma diferente, em pequenos grupos, busca trazer para perto aqueles familiares que perderam o contato com o aluno da Apae, fortalecendo assim o seu círculo social e dando aquele que cuida integralmente da pessoa especial algumas horas de descanso.

“O intuito do programa é auxiliar nos cuidados com nossos alunos. No início deste ano realizamos um questionário para os pais ou responsáveis que especificaram quem são seus familiares próximos e distantes e, com quem deixam os nossos alunos quando precisam ir ao supermercado, por exemplo. Neste questionamento percebemos muitas vezes que nossos alunos possuem irmãos, mas quando o responsável precisa sair ele acaba ficando com um vizinho. O próximo passo é trazer esses parentes distantes para a Apae, mostrar nosso trabalho e procurar estreitar a relação deles. A maioria dos nossos alunos já são idosos e são cuidados muitas vezes por seus pais que são mais idosos ainda, precisamos pensar que a alguns anos estes cuidadores não estarão mais vivos”, explica a assistente.

Além deste projeto a Apae de Xanxerê desenvolve trabalhos de socialização, de natação, artesanato, canto e estímulo aos menores. A Apae recebe desde crianças de colo até idosos, “Nosso trabalho não tem fim. A pessoa com deficiência inicia sua participação na Apae quando é criança e segue a vida toda conosco. Acabamos criando um laço muito forte, é muito satisfatório saber que eles ficam ansiosos para voltar às aulas quando tem férias, ou quando encaminhamos ao mercado do trabalho e eles voltam”, comenta Denise Berrido, diretora da Apae.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais