Projeto de lei exige monitoramento no serviço de tosa e banho dos pet shops de SC

21 de julho de 2016 10:45
Animais Compartilhar no Whatsapp
Projeto de lei exige monitoramento no serviço de tosa e banho dos pet shops de SC Pet Shops terão câmeras de monitoramento (Foto: Divulgação)

 

O deputado Luiz Fernando Vampiro, PMDB, protocolou o projeto de lei 132/2016, que obriga a instalação de câmeras de monitoramento nos serviços de tosa e banho dos pet shops de Santa Catarina. Segundo o parlamentar, o objetivo é dar transparência nos serviços prestados e segurança aos proprietários dos animais. “É uma forma de garantir uma relação de confiança entre o dono do animal e o estabelecimento comercial, coibindo qualquer suspeita de maus-tratos”, comenta.

No projeto, as instalações do sistema de câmeras precisam estar conectadas à internet para permitir o acompanhamento dos procedimentos de banho e tosa nos estabelecimentos, pelos clientes. As gravações devem ficar armazenadas pelo prazo de, no mínimo, seis meses. “Os animais são vistos como membros da família pelos proprietários e merecem o devido respeito”, salienta o deputado Vampiro.

O descumprimento das normas sujeitará o infrator às sanções que variam de advertência na primeira notificação, e multa de R$ 2 mil por infração no caso de reincidência. O projeto segue para tramitação nas comissões da Assembleia Legislativa. Se for aprovado em plenário, o prazo para adaptação dos pet shops é de um ano a partir da publicação da lei. (Assessoria de imprensa/Alesc)

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais