Projeto Essência do Jiu-Jitsu atende 54 crianças na Escola Paul Harris

28 de agosto de 2019 10:59 | Visualizações: 114
Comunidade , Educação Compartilhar no Whatsapp
Projeto Essência do Jiu-Jitsu atende 54 crianças na Escola Paul Harris Foto: Solange Oro/Prefeitura

Com o objetivo de desenvolver a autoconfiança na defesa pessoal, a EMEB Paul Harris, em parceria com o IFSC, desenvolve o projeto Essência do Jiu-Jitsu no contraturno escolar. São 54 crianças que participam do projeto que já rendeu bons frutos. Em um evento no início do mês de agosto, 21 atletas participaram de uma competição no município de Chapecó, conquistando 22 medalhas, sendo nove de ouro, nove de prata de quatro de bronze.

De acordo com o professor Guilherme Babo Sedlacek, a participação dos alunos, além de desenvolver atividades saudáveis e a prática esportiva, está atrelada à melhoria no desempenho escolar, tanto que alguns alunos já melhoraram até dois pontos as notas escolares.

Foto: Solange Oro/Prefeitura

– Este é um projeto muito importante pois tira essas crianças e adolescentes da rua de possíveis confusões – destacou Sedlacek.

Hoje, há uma participação expressiva de meninas no projeto, cerca de 70%, as quais acabam desenvolvendo autoconfiança no combate à violência contra a mulher.

– Hoje elas já sabem como se defender em caso de violência, pois ensinamos a trabalhar a defesa pessoal – ressalta o professor.

A secretária de Educação, Cláudia Fávero, enfatiza que este tipo de parceria entre o setor público e o privado é muito importante.

– Nós só temos a agradecer ao IFSC por esta parceria, pois conseguimos tirar as crianças das ruas em um período em que elas não estão na escola. Aqui elas acabam se dedicando e aprendendo uma atividade extra – frisa.

A diretora da EMEB Paul Harris, Fernanda Laviniki Duarte destaca que o projeto vem sendo desenvolvido há dois anos na escola no qual participam crianças a partir dos nove anos de idade. Segundo ela, os alunos recebem o kimono e ficam com o mesmo enquanto estão no projeto.

– O projeto vem ajudando as crianças na melhoria das notas. Os alunos que se envolvem em brigas, que não tem bom comportamento e que não tem boas notas não podem participar do projeto – finaliza Fernanda.

As aulas são realizadas no contraturno escolar nas terças e quintas-feiras das 10h15 às 11h45 e das 13h15 às 15h30.

Foto: Solange Oro/Prefeitura


Por: Carol Debiasi

Deixe seu comentário

Saiba Mais