Projeto Tartanina irá abordar a violência, abuso e exploração sexual infantil em Xanxerê

17 de abril de 2018 10:17 | Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Projeto Tartanina irá abordar a violência, abuso e exploração sexual infantil em Xanxerê Maquieli Casaril, Assistente Social do Hospital Regional São Paulo e Luciane Bandeira, presidente do Conselho de Direitos. (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

Nesta quarta-feira (18) acontece em Xanxerê a capacitação para a rede interinstitucional de enfrentamento a violência, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. O evento é promovido pelo Hospital Regional São Paulo e o Conselho Municipal de Direitos da Criança e Adolescente. A capacitação não será aberta para a comunidade, sendo destinado apenas para profissionais da saúde, educação, psicologia, social, jurídica e afins, e será realizada no centro de convivência Conviver, no Bairro La Salle.

O objetivo da capacitação visa sensibilizar e instrumentalizar profissionais no enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes. O projeto chama-se Tartanina e essa é a terceira vez que ele passa por Santa Catarina. Na história, Tartanina é uma pequena tartaruga que sofre abuso e que tem medo de contar para alguém e ser penalizada por isso. No decorrer da história, assim como a criança que sofre o abuso, a personagem deixa a companhia dos amigos e evita falar sobre o seu segredo. O relacionamento da personagem com a professora é destacado para incentivar a criança a se abrir com os adultos.

“O projeto Tartanina são dois livros e é a primeira vez que ele vem para Xanxerê. A ideia surgiu devido a demanda e essa é a terceira edição que pensamos em capacitar a nossa rede, pois muitas vezes nós atendemos aqui, quanto hospital, e quem dá o prosseguimento é a rede. É importante nós nos qualificarmos quanto profissionais do hospital, mas também a rede. O hospital como é a porta de entrada, atende pessoas de toda a região e por conta disso os números são expressivos, mas é importante frisar que nem todos os casos vem para o hospital”, comenta Maquieli Casaril, Assistente Social do Hospital Regional São Paulo e Luciane Bandeira, presidente do Conselho de Direitos.

Programação:

8h- recepção

08h15 às 12h- Capacitação

12h às 13h- Almoço

13h às 17h- Capacitação

17h- coffee de enceramento

 

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais