Pronto Atendimento: “precisamos achar uma solução”, diz Menegolla

17 de julho de 2018 10:13
Lance Notícias , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Pronto Atendimento: “precisamos achar uma solução”, diz Menegolla Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias

A atuação do Pronto Atendimento de Xanxerê está sendo investigada pelo Ministério Público, por meio da 2ª Promotoria de Justiça. De acordo com o promotor Marcos Augusto Brandalise, é necessária a averiguação devido à grande demanda que está sendo atendida pelo hospital do município.

Em entrevista ao LANCENOTICIAS.com.br na manhã dessa terça-feira (17) o prefeito Avelino Menegolla, comentou sobre o atendimento no local. Segundo o mesmo, o Pronto Atendimento atua como uma unidade de saúde.

“Nunca foi 24h e isso está causando um certo problema. Ele é um posto de saúde apenas. Não veio nenhum recurso diferente para ter aquela UPA que era para ser criada no ano passado. Os municípios que tinham isso estão parando, porque não tem quem sustente. O governo faz as coisas, monta os programas e depois não sustenta. Mas ele é um pronto atendimento, é a mesma coisa que um posto de saúde”, comenta.

Menegolla frisa ainda que um estudo está sendo executado para saber quais serão os próximos passos a serem executados.

“Nós estamos fazendo um estudo para que se possa ver o que fazer. Porque tem dias que tem muita gente e tem dias que não tem, então é difícil de você trabalhar. Mas estamos montando uma comissão para fazer um estudo e ver o que se pode fazer sobre isso ai. Tem também a responsabilidade do hospital, essa conta está custando muito caro e precisamos achar uma solução”, conta.

A redução de atendimento do local ocorreu ainda em setembro de 2017, a partir de então a unidade funciona das 7h às 24h de segunda-feira à sexta-feira e aos sábados e domingos das 13h às 24h.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais