Quer sair do aluguel? Especialista explica qual o momento de comprar a casa própria

18 de outubro de 2016 10:25 | Comunidade Compartilhar no Whatsapp
Quer sair do aluguel? Especialista explica qual o momento de comprar a casa própria Quer sair do aluguel? Especialista explica qual o momento de comprar a casa própria (Foto: reprodução)

 

O sonho da maioria das pessoas é a compra da casa própria. Alguns se organizam, guardam dinheiro e conseguem fazer isso com mais tranquilidade, já outros nem tanto. Optar por sair do aluguel e pagar pela casa própria pode ser uma tarefa difícil. Em meio à crise econômica que se vive, surge a dúvida se este é o melhor momento para o investimento.

Para isso, o Lance Notícias conversou com um economista que alertou aqueles que pretendem adquirir as chaves da casa própria, ele alerta que necessário ter cautela e saber exatamente o valor que terá que pagar do início ao fim.

Celito Pandolfi, economista de Xanxerê, salienta que o primeiro passo é analisar o valor da parcela que irá pagar pela casa, independente se for financiamento em banco privado ou programa do Governo Federal.

“Se você paga aluguel e pretende entrar na compra de uma casa, eu acho um excelente investimento, desde que a prestação da casa não seja maior que o valor do aluguel. Outro detalhe, tu tens que ter um documento em mãos de qual é o reajuste que vai sofrer até o final dos anos que você vai pagar, este é o segredo”, comenta Celito.

O economista alerta ainda para que as pessoas fiquem em alerta sobre o valor que será necessário pagar a construtora na entrega da chave, “o problema não é o momento, o problema é quanto será o adicional quando receber a chave da casa, tu tens que saber e a empresa tem que fornecer”.

 

Se você tem dinheiro na poupança

Já para aqueles que possuem dinheiro guardado, a dica é não gastar tudo.

“Se você tiver R$200 mil na poupança, só gaste R$100,00. Nem que seja necessário comprar uma casa mais simples, depois você vai construindo a casa dos seus sonhos, mas não se descapitalize, deixe 50% na poupança, você não sabe o dia de amanhã”.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais