Reajuste da tarifa de água e esgoto passa a valer a partir de hoje (15)

15 de agosto de 2016 09:58
Comunidade , Economia Compartilhar no Whatsapp
Reajuste da tarifa de água e esgoto passa a valer a partir de hoje (15) Foto: Divulgação / Biofiltro

 

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) publicou ainda em julho o anúncio do aumento do valor da tarifa da água e esgoto em Santa Catarina. A partir desta segunda-feira (15), os serviços terão reajuste de 10,81%.

A alteração foi autorizada pela Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (Aris) e pela Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) nos últimos dias 6 e 7 de julho. No documento da Aresc que permitiu o aumento, o pedido da Casan se baseia no índice inflacionário e no custo dos serviços.

O documento da Aresc que autoriza o aumento explica que “no setor de saneamento o reajustamento tarifário mostra-se ainda mais importante diante do viés de saúde pública que os serviços carregam, onde a manutenção, a melhoria e a ampliação dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário são imprescindíveis para a qualidade de vida do cidadão”.

O texto ainda explica que para o cálculo do percentual do reajuste foi usado o índice de correção monetária relativo ao período de junho de 2015 a junho de 2016 do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) calculado pelo IBGE, que foi de 8,84%.

Além disso, se somaram os valores de 0,984% da defasagem recorrente do impacto da projeção subdimensionada do custo de energia elétrica e mais uma vez esse mesmo índice por conta da recuperação do faturamento não realizado no período 2015/2016.

A Aresc complementa a resolução que autorizou o aumento, assinado pelo presidente da entidade, Reno Caramori, com a informação de que está fazendo estudos para a elaboração da metodologia de revisão tarifária para os prestadores de serviços de saneamento em Santa Catarina regulados pela agência. Após esta revisão a metodologia pode ser comparada com a usada pela Casan atualmente.

Esse reajuste é menor do que o de 2015, quando a conta foi aumentada em 11,94%. O reajuste é válido para as cidades onde a Casan opera no Estado. (Fonte: G1)

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais