Reciclador que utiliza a carroça para trabalho, comenta mudanças exigidas em Xanxerê

23 de novembro de 2017 09:16
Animais , Comunidade , Trânsito , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Reciclador que utiliza a carroça para trabalho, comenta mudanças exigidas em Xanxerê Fotos: Alessandra Bagattini/Lance Notícias

Sebastião de 66 anos, trabalha com reciclagem há 26 anos no município de Xanxerê. Para recolher o material o xanxerense utiliza a carroça. Ele foi um dos 30 recicladores que realizaram o cadastro no Programa de Redução Gradativa da Circulação de Veículos de Tração Animal.

No início desta semana, os trabalhadores receberam as carteiras de identificação, as quais devem ser sempre utilizadas pelos recicladores e apresentadas em caso de fiscalização. Foi entregue também as placas com numeração, que deverão ser fixadas nas carroças.

De acordo com a coordenadora do Demut, Clarice Beatriz Serena, a circulação com veículo de tração animal é regulamentada conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e as regras precisam ser cumpridas.

“É importante que durante a circulação pelas ruas o reciclador esteja com estes documentos, que será sua identificação e também a autorização para fazer o trabalho”.

Sebastião avalia o cadastramento de forma positiva e diz que desta forma as condições de trabalhos tendem a melhorar. “Eu acho que agora como nós estamos credenciados o nosso trabalho vai funcionar melhor. Até porque caso fiscalizarem nós, vamos estar regulares. Tanto eu como minha esposa temos que levar os documentos sempre junto”.

Trabalhando com reciclagem, Sebastião comenta que sua renda é de em média R$ 800,00. “Eu sou aposentado, mas minha esposa não. Então esse dinheiro que ganhamos é muito bom, porque temos que pagar comida, água, luz e quase nunca sobra”.

O Programa de Redução Gradativa da Circulação de Veículos de Tração Animal tornou-se lei no município neste ano de 2017 e conforme a redação, os recicladores tem o prazo de dois anos para buscarem outras portas de trabalho, já que será proibida a circulação de carroças com animais no perímetro urbano de Xanxerê.

Por meio de assessoria de imprensa, a administração informou que futuramente pode buscar outras formas de manter o serviço de reciclagem, com outros meios possíveis para a coleta dos materiais.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais