Recuperação lenta do preço do leite faz produtores diminuírem plantel leiteiro

3 de abril de 2018 15:50 | Agricultura , Comunidade Compartilhar no Whatsapp
Recuperação lenta do preço do leite faz produtores diminuírem plantel leiteiro (Foto: Divulgação)

Após um longo período de preços baixos pagos ao produtor de leite pelo litro do produto, nesse início de ano os preços começaram a reagir. Entretanto, em comparação com o ano passado essa recuperação ainda está lenta.

Conforme o extensionista da Epagri de Xanxerê, Alexandre Bortoluzzi, a reação no preço do leite nesse ano está mais lenta do que normalmente acontece. “Geralmente no fim do ano sempre tem uma queda no preço do leite por diversos fatores, mas no início do próximo ao esse valor sempre começa a reagir. Mas, nesse ano essa reação está sendo mais lenta do que no ano passado”, comenta.

Em janeiro desse ano o preço pago ao produtor pelo litro de leite padrão foi de cerca de R$ 0,96; em fevereiro o valor fechou em R$ 1,00 e em março o preço subiu para R$ 1,05. Segundo Alexandre, esse valor ainda está 3% abaixo do valor pago na mesma época do ano anterior. Ele ressalta que nessa época do ano o valor pago ao produtor já devia estar na casa dos R$ 1,30.

No fim do ano de 2016 haviam em Xanxerê cerca de 8 mil matrizes leiteiras. No final de 2017 esse número caiu para pouco mais de 6 mil matrizes.

Por conta disso, a produção de leite o município teve uma pequena queda que está aliada a diversos fatores e não só o preço. “A questão da baixa do preço do leite em 2017 e também a erradicação da tuberculose e brucelose fizeram os produtores diminuírem o plantel leiteiro. Além disso, a alta no preço do soja e milho para grão foi outro fator que fez o produtor diminuir a produção de leite”, explica Alexandre.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais