Reivindicação antiga: ponte de divisa entre Marema e Entre Rios passará por reformas

10 de setembro de 2019 10:05 | Visualizações: 83
Comunidade , Xaxim Compartilhar no Whatsapp
Reivindicação antiga: ponte de divisa entre Marema e Entre Rios passará por reformas Fotos: Assessoria

A ponte de divisa entre Marema e Entre Rios passará por reformas. O pedido por melhorias no local é antigo por parte da população e também motoristas. Na última semana, em reunião, o prefeito de Marema, Adilson Barella e o vice de Entre Rios, Evandro dos Passos discutiram a parceria formalizada para reforma da ponte sobre o Rio Chapecozinho, que faz divisa entre os dois municípios. Apesar de ocorrerem reparos, a situação da ponte é preocupante.

A estrutura da ponte é de concreto, no entanto, a pista, as laterais e as cabeceiras são madeira. Conforme o prefeito de Marema, a situação da ponte é uma antiga preocupação, por isso, frequentemente profissionais da Prefeitura fazem vistorias, realizam reparos e a substituição de tábuas.

– Mesmo assim, são medidas emergenciais e que não resolvem o problema. Dentre as tentativas de buscar uma solução, estamos desde o ano passado, elaborando juntamente com a Defesa Civil local um projeto solicitando recursos para a reconstrução da ponte – afirma.

A reforma da ponte está sendo orçada pelas Prefeituras de Marema e Entre Rios. A obra deve ocorrer dentro dos próximos meses, mesmo assim o prefeito Adilson Barella garante que está em busca de apoio de órgãos do Estado, para reivindicar a estadualização da estrada que liga os dois municípios.

– A via é uma continuação da SC-156, cuja pavimentação asfáltica (entre Xaxim e Marema), encerra na entrada da nossa cidade. Conseguir a estadualização dessa rodovia, seria um grande avanço para o desenvolvimento de Marema e Entre Rios – declara.

O secretário de Administração, Pitágoras Argenti, explica que a ponte possui mais de 100 metros de cumprimento e é o único acesso entre os dois municípios.

– Reconstruir a ponte, toda em concreto e ferro, é o ideal a ser feito. No entanto, precisamos destacar que sozinhos, nenhum dos municípios tem disponibilidade financeira. Não se trata de descaso. Precisamos reforçar que Marema tem 1.906 habitantes, uma econômica totalmente baseada na agricultura familiar e que sem aporte de recursos governamentais, não temos condições de financiar essa obra – explica.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais