Réu é condenado há 16 anos de prisão por homicídio qualificado é encaminhado ao presídio de Xanxerê

20 de maio de 2016 15:43 | Comunidade , Polícia Compartilhar no Whatsapp
Réu é condenado há 16 anos de prisão por homicídio qualificado é encaminhado ao presídio de Xanxerê Detentos realizam trabalhos para redução da pena. (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

O Tribunal do Júri da Comarca de Abelardo Luz condenou, nesta quinta-feira (19), o réu Ezequiel Galvão, 28 anos, a pena de 16 anos e quatro meses de prisão, por homicídio qualificado, sem chances de defesa da vítima.

Ezequiel Galvão, que já possuía antecedentes criminais, foi denunciado pelo Ministério Público por ter efetuado três disparos de arma de fogo contra Antônio Carlos Maciel. Os tiros acertaram a cabeça da vítima que acabou indo a óbito no local.

O homicídio ocorreu no dia 7 de setembro de 2012, por volta das 13h30min, em uma mercearia, localizada na rua 1300,  no bairro São João Maria, em Abelardo Luz. Segundo consta no processo, o crime teria sido cometido na frente de quatro filhos da vítima, todos menores de idade.

O Tribunal do Júri foi presidido pela Juíza de Direito Mônica Fracari. O Ministério Público foi representando pela promotora de justiça Lia Nara Dalmutt enquanto que o réu foi defendido pelo advogado Arley Charles Ruas Lubi.

 

Sentença

Por maioria, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade do fato e admitiu como sendo o réu Ezequiel Galvão o responsável pela morte da vítima Antônio Carlos Maciel, rejeitando a absolvição do acusado.

Com base na decisão do conselho de sentença, considerando os fatores agravantes e atenuantes, a juíza Monica Fracari fez a leitura da sentença e julgou parcialmente procedentes os pedidos contidos na denúncia, fixando ao réu a pena definitiva de 16 anos e quatro meses de reclusão, em regime inicialmente fechado.

A presidente do Tribunal do Júri também negou ao réu o direito de recorrer em liberdade, levando em consideração que o mesmo apresenta risco à ordem pública devidos seus antecedentes criminais.

Após o julgamento que encerrou por volta das 15h, o réu foi reconduzido ao Presídio Regional de Xanxerê.

Informações do site Guia Tem Abelardo Luz

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais