Reunião irá definir últimos detalhes sobre projeto para substituir carroças por bicicletas

6 de julho de 2018 09:24
Animais , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Reunião irá definir últimos detalhes sobre projeto para substituir carroças por bicicletas Imagem meramente ilustrativa (Foto: internet)

Segue em andamento o projeto para substituir as carroças por bicicletas em Xanxerê. No próximo dia 18 de julho será dado mais um passo importante. Uma reunião irá definir os últimos detalhes para que seja colocado em prática um projeto piloto, inicialmente com duas bicicletas.

Todas as mudanças propostas fazem parte de uma lei municipal sancionada no dia 25 de julho de 2017, que tem por objetivo reduzir gradativamente a circulação de veículos de tração animal no perímetro urbano de Xanxerê. A Lei prevê que no prazo de dois anos seja proibida a circulação de carroças e também a proibição da condução de veículos de tração animal por menores de 18 anos.

Em apoio ao projeto do Executivo, o Rotary Club do município se comprometeu em colocar em prática esse projeto de substituição das carroças por bicicletas. O clube irá ceder as bicicletas, sem custos, para que os recicladores possam fazer seu trabalho.

O presidente do Rotary Club para Lenoir Moroso, detalha que na reunião será conversado com todas as partes envolvidas, com a finalidade de alinhar os detalhes e também de conversar com os recicladores no intuito de que algum se proponha a participar do projeto.

“As bicicletas já estão sendo produzidas, precisamos mandar fazer elas e essa reunião vai ser importante. Hoje percebemos que falta muito a conscientização das pessoas e iremos ter que trabalhar esse quesito”, comenta Moroso.

O clube irá ceder aos recicladores essas bicicletas, porém, haverá fiscalização e a partir do momento em que as bicicletas não forem mais utilizadas elas precisarão ser devolvidas.

Paralelo a isso a prefeitura de Xanxerê busca a inclusão dos catadores às salas de aula com o intuito de profissionalizar essas pessoas para que possam atuar em outras áreas com mão de obra qualificada.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais