Ruas centrais de Xanxerê serão fechadas para o Desfile Cívico

5 de setembro de 2019 10:26 | Visualizações: 268
Comunidade Compartilhar no Whatsapp
Ruas centrais de Xanxerê serão fechadas para o Desfile Cívico Foto: Lance Notícias

O tradicional desfile de Sete de Setembro vai acontecer neste sábado. A execução do Hino Nacional Brasileiro será cantado às 8 horas no palco em que será montado no centro de Xanxerê, na Rua Olavo Bilac, próximo ao antigo chafariz. Já o desfile terá início às 8h30min.

Por conta da grande concentração de pessoas e clubes na área central para assistir e também desfilar, a comissão organizadora da Semana Cívica, por meio da Secretaria de Educação, solicitou o fechamento de algumas ruas.

A montagem do palco será iniciada na sexta-feira (6). Por conta disso, a Rua Coronel Passos Maia, trecho com a Rua Olavo Bilac, será fechada as 13h. Para o desfile, no dia sete de setembro, o fechamento será a partir das 6h.

 

Serão fechadas as seguintes ruas:

– Rua Rui Barbosa esquina com a Rua Barão do Rio Branco

– Rua Rui Barbosa esquina com a Rua Independência

– Rua Victor Konder esquina com a Rua Barão do Rio Branco;

– Rua José Bonifácio esquina com a Rua Independência;

– Rua Victor Konder esquina com Travessa João Winckler;

– Rua Victor Konder esquina com a Rua La Salle;

– Rua Coronel Passos Maia esquina com a Rua Dr. José de Miranda Ramos (trecho Pittol Calçados);

– Avenida Brasil esquina com a Rua Coronel Passos Maia (dois lados dos canteiros próximos a Loja Catarinense);

– Rua Fidêncio de Souza Mello esquina com a Rua Coronel Passos Maia (próximo ao Supermercado Brasão);

 

Conforme a coordenadora do desfile, Salete Brizola de Jesus, a solicitação é que os moradores respeitem os horários de fechamento das ruas e se possível remover os automóveis da Rua Coronel Passos Maia ainda na noite de sexta-feira (06) para evitar transtornos durante o desfile dos clubes.

O desfile deverá encerrar por volta das 11h30 e a expectativa é reunir mais de 10 mil pessoas para acompanhar o desfile cívico.


Por: Carol Debiasi

Deixe seu comentário

Saiba Mais