Saúde Pública é debatida na Câmara Municipal

22 de fevereiro de 2019 11:12
Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Saúde Pública é debatida na Câmara Municipal Foto: Divulgação

Uma audiência pública foi realizada nesta quinta-feira (21) em Xanxerê para apresentar e debater dados da primeira etapa com a coleta de informações junto a rede municipal de saúde.

O evento contou com todos os membros que atuaram na comissão e envolveu a 2ª Promotoria de Justiça em Xanxerê em parceria com representantes da prefeitura, secretaria de saúde, conselho municipal de saúde e vereadores, que acompanharam as visitas realizadas.

Visando apresentar ações realizadas e também ajustes iniciados para melhorar o atendimento para a população, o debate serviu para tornar público algumas situações encontradas.

— A Comissão identificou várias medidas que podem ser adotadas, podem ser aperfeiçoadas e isso foi o maior mérito deste trabalho inicial. Trazer a situação real como se encontra e o que pode ser implementado. E não só para este momento. A gente quer estabelecer critérios, demandas e melhorias para que isso seja uma continuidade, não só no momento em que encerramos esta audiência — afirmou o Promotor de Justiça de Xanxerê, Dr. Marcos Augusto Brandalise.

A informatização do sistema de saúde foi outro ponto destacado. A tecnologia é a maior aliada, reduzindo o tempo gasto e a possibilidade de criar mecanismos de otimização do serviço público prestado. É imprescindível investir nesta área para a melhoria da saúde.

Como parte das medidas que podem ser adotadas pelo poder público para melhoramento, existe de outro lado o usuário, que também tem sua parcela de contribuição. Foi identificado que várias consultas não são realizadas por falta de comparecimento e exames não são retirados pela população. Isso motivou a comissão a estabelecer critérios junto ao executivo e a procuradoria, para que se faça uma carta de anuência, sabendo que a não retirada, ensejará uma ação judicial de cobrança pelo serviço realizado e não utilizado por culpa ou falta do usuário.

A comissão vai aguardar agora a implantação dos pontos que foram recomendados e fazer o monitoramento. No final do ano deve fazer uma nova reavaliação e apresentar novos resultados, com o que foi encontrado e quais as melhorias que ocorreram neste período.

Além do resumo da situação encontrada pela comissão de trabalhos feita pelo Promotor Público Marcos Brandalise, a secretária de saúde do município, Irene Goralski também citou algumas ações já iniciadas para melhorar o atendimento na rede municipal de saúde.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais