Secretaria de Assistência Social busca novo espaço para instalar abrigo Casulo

17 de abril de 2019 12:01 | Visualizações: 287
Comunidade , Social , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Secretaria de Assistência Social busca novo espaço para instalar abrigo Casulo Imagem Ilustrativa (Foto: Divulgação)

O abrigo de acolhimento institucional Casulo, de Xanxerê, que atende crianças em situação de vulnerabilidade social, algumas retiradas de suas famílias e outras por não possuírem familiares que possam zelar por elas, irá ganhar um novo espaço neste ano.

Isso porque, a Secretaria de Assistência Social, responsável pelo local, busca um novo imóvel para realocar as crianças, uma vez que foram comprados novos móveis com o intuito de melhorar o local e conforto para os acolhidos.

Os novos móveis foram adquiridos por meio de uma emenda parlamentar que foi destinada para a Secretaria pelo senador Dário Berguer (MDB), no valor de R$ 120 mil. Esses móveis foram encomendados e já chegaram e agora é preciso um local maior onde caibam os móveis.

– Compramos esses móveis novos para dar mais conforto para as crianças abrigadas, mas agora precisamos de um local maior, pois a casa em que o Casulo está instalado hoje ficou pequena. Estamos buscando, mais ainda não encontramos algo que suprisse nossa necessidade e coubesse no orçamento que temos – comenta o secretário da pasta, Olci Leonardo.

Diante disso, ainda não há uma previsão para a mudança de local. Além disso, a Secretaria tem um terreno para construir uma sede própria para o Abrigo e essa possibilidade também é estudada.

– Nós temos um terreno para construir uma sede própria, que é uma possibilidade também, mas não temos dinheiro para isso agora e vamos buscar isso – destaca.

Hoje, o Casulo está com sete crianças acolhidas, mas com capacidade para 12 crianças.

O Casulo oferece acolhimento provisório e excepcional para crianças e adolescentes de ambos os sexos, inclusive que apresentem algum tipo de deficiência, em situação de medida de proteção e em situação de risco pessoal, social e de abandono, cujas famílias ou responsáveis encontrem-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais