Sem diretório municipal do NOVO, Moschetta descarta possibilidade de concorrer ao pleito em 2020

13 de setembro de 2019 08:49 | Visualizações: 1489
Comunidade , Eleição , Eleições 2020 , Política Compartilhar no Whatsapp
Sem diretório municipal do NOVO, Moschetta descarta possibilidade de concorrer ao pleito em 2020 Foto: Super Difusora

Fábio Moschetta, ex-presidente da CDL Xanxerê, é filiado ao partido NOVO desde a sua consolidação em 2015 e vem contribuindo mensalmente a esse projeto o qual acredita possuir valores e ideais o qual defende. Fábio era um dos nomes cotados para concorrer ao pleito eleitoral em 2020, porém, como não houve a criação do diretório municipal do NOVO, consequentemente não poderá abrir o processo seletivo para postulantes a cargos eletivos.

Segundo ele, existia o interesse em participar das eleições municipais como candidato a vereador. Fábio é de família que tradicionalmente sempre esteve envolvida com as entidades do município, bem como na política. Apesar de não ser candidato, Fábio defende algumas questões que, como eleitor, gostaria muito de ver sendo debatidas.

– A otimização e redução de gastos públicos, e essa é uma discussão importante para os candidatos a vereador, pois a Câmara é um exemplo de gastos em excessos, vide o número de colaboradores em comparação com outras cidades de porte similar. Outro detalhe é o valor gasto em educação pelo município. Em 2016 se pegar todo o valor gasto em educação, e dividir por 12 meses e pelo número de alunos, chegava-se a R$ 699,00 por mês! Valor que permitiria ao município colocar as crianças em colégios particulares com resultados muito superiores aos alcançados hoje. Essa seria uma boa iniciativa de parceria público-privada que poderia ser prevista e desenvolvida pelos nossos legisladores municipais – comenta.

Sobre o NOVO, Fábio acredita a visão do partido é que o dinheiro do pagador de impostos deveria ser utilizado em questões fundamentais para o povo como segurança, educação e saúde e não para financiar campanha de político.

– O NOVO é contra o fundo partidário e o fundo eleitoral, sendo inclusive o único partido que não utiliza de maneira alguma essa verba. São estabelecidas algumas regras para garantir a viabilidade e sustentação econômica do diretório municipal. Uma dessas regras é ter pelo menos 150 filiados com suas mensalidades em dia, e infelizmente não conseguimos ainda atingir esse número em Xanxerê, o que já barra o diretório municipal e o consequente processo seletivo interno do NOVO para interessados a candidaturas em nível municipal – frisa.


Por: Carol Debiasi

Deixe seu comentário

Saiba Mais