Sesi realiza “Dia V” de vacinação da comunidade contra a Influenza

7 de abril de 2016 09:33
Saúde Compartilhar no Whatsapp
Sesi realiza “Dia V” de vacinação da comunidade contra a Influenza (Foto: Reprocução/Internet)

Prevenção. Essa é a palavra de ordem para evitar a transmissão dos vírus da Influenza, de acordo com o diretor do Serviço Social da Indústria (SESI) Regional Oeste, Claudemir José Bonatto. Preocupada com o número de casos e a intensidade da doença, que já fez oito vítimas no Estado neste ano, a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), já prepara o planejamento para a aplicação das vacinas aos trabalhadores da indústria, realizado pelo SESI.

A entidade realiza ainda uma ação especial voltada para a comunidade em geral. Neste sábado (9), o SESI promove o “Dia V”, focado especialmente na vacinação de pessoas que queiram se prevenir contra a gripe. “Sabemos que muitas pessoas têm interesse em fazer a vacina, mas como não estão vinculados à indústria, não teriam a possibilidade se não houvesse essa abertura do SESI”, comenta Bonatto.

O custo para a comunidade será menor do que o praticado no mercado: R$ 60 a vacina trivalente e R$ 70 a quadrivalente. “Em Santa Catarina, o valor cobrado é entre R$80 e R$120, então temos valores bem mais acessíveis”, afirma o diretor.

Bonatto frisa a importância da imunização para evitar a transmissão da doença. “Este ano está bem atípico. O vírus parece estar mais violento e os casos começaram a surgir mais cedo. Está presente de forma bem mais intensa do que estávamos imaginando, por isso já iniciamos o planejamento e a imunização”.

As equipes estarão à disposição das 9h às 16h, sem fechar ao meio-dia, na Clínica do SESI em Chapecó, Xanxerê, Pinhalzinho e São Miguel do Oeste. Bonatto ressalta que quem não conseguir ir a um local de vacinação neste sábado pode procurar as unidades durante a semana.

O diretor ressalta que a prevenção gera melhoria na qualidade de vida do trabalhador por evitar os transtornos e gastos de um afastamento por ter adoecido. “Prevenir é sempre o remédio mais adequado. Os custos para a recuperação da saúde são muito maiores do que o da vacina”, adverte.

A ação do SESI é voltada para o grupo que não está incluído no público-alvo da campanha nacional de vacinação, portanto, podem se vacinar pessoas entre cinco e 60 anos.

A vacina, de acordo com o diretor, passa a fazer efeito entre 10 e 14 dias após a aplicação e é importante que quem a fez no ano passado repita a imunização neste ano. (Assessoria de imprensa)

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais