Simulação de resgate veicular no centro da cidade chama a atenção da população

22 de setembro de 2018 15:36
Bombeiros , Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Simulação de resgate veicular no centro da cidade chama a atenção da população (Foto: Corpo de Bombeiros)

Na manhã deste sábado, equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Xanxerê realizaram a simulação de um resgate em acidente veicular na Rua Rui Barbosa, no centro da cidade. A ação faz parte da programação da Semana Nacional do Trânsito.

Por conta de Xanxerê sediar o Curso de Formação de Soldados do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina neste ano, quem executou as ações de resgate durante a simulação foram os alunos soldados.

Conforme tenente Alan Delei Cielusinsky, coordenador do curso em Xanxerê, a simulação serviu como prática para os alunos.

“As guarnições chegaram, fizeram a avaliação inicial do cenário, solicitaram apoio, tendo em vista que eram duas vítimas e todo o desenrolar da ocorrência, tanto a equipe de resgate quanto as equipes de atendimento pré-hospitalar foram executadas pelos alunos soldados, tendo em vista que eles já passaram por essas disciplinas, então serviu para o treinamento deles”, comenta.

No local, foi simulada uma colisão entre dois veículos, sendo que um deles ficou lateralizado e a vítima foi ejetada para fora, apresentando fratura exposta e a outra estava presa às ferragens.

Segundo tenente Alan, o desempenho dos alunos soldados foi satisfatório, sendo que foram executados todos os processos necessários para o atendimento da ocorrência.

“O desempenho deles foi bem positivo, é natural demorar um pouco o atendimento desse tipo de ocorrência, diferente do que foi feito com eles no curso, pois eles tinham um tempo, aqui o cenário já era mais complicado, então tiveram que abrir todo o carro para resgatar a vítima, então o atendimento que eles fizeram, prezando por manter a integridade dessa vítima que estava presa às ferragens foi bem positivo”.

A comunidade que passava pelo local também prestigiou a simulação.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais