Sindicato de Produtores Rurais repudia invasão do MST em Xanxerê

26 de agosto de 2016 10:49
Agricultura , Comunidade , Lance Notícias , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Sindicato de Produtores Rurais repudia invasão do MST em Xanxerê (Foto:PM)

Na última segunda-feira (22), cerca de 780 pessoas do Movimento Sem Terra (MST), invadiram terras no interior de Xanxerê. A ocupação aconteceu na Linha Vargem Bonita, mais precisamente na fazendo Prezzotto. Nesta sexta-feira (26) o Sindicato de Produtores Rurais de Xanxerê, se posicionou em relação a invasão que ocorreu no município.

Em contato com o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Enori Barbieri, o mesmo relata que o sindicato é contrário a invasão, “o sindicado é órgão representativo do setor, essa família é sócia do sindicato. Mas existe uma questão judicial nisso tudo. Na verdade, o sindicato é contrário à invasão de terras produtivas, reintegra mais uma vez o repúdio do modelo de busca por terras de um programa que existe no governo federal, que é o programa do assentamento e não concorda e repudia as invasões em terras de áreas produtivas”.

Enori ainda relata que o sindicato é contra o método de invasão realizada e não contra o programa do governo, “o sindicato não é contra o programa do governo federal do assentamento, mas o programa deve ser feito ordenadamente e administrativamente. Esperamos que a justiça o mais breve possível possa dar reintegração de posse ao produtor, pois como o sindicato é um órgão de legalidade que precisa cumprir as ordens, nós estamos apelando que a justiça o mais breve possível possa atender dentro das normas legais a reintegração de posse ao proprietário, que já solicitou”.

O presidente ainda comenta que a invasão gera certa insegurança para o município, “na verdade, repudia o modelo de invasão, até porque isso traz, não só prejuízo ao proprietário, mas esse modelo de invasão, causa prejuízo para todos os cidadãos do município e principalmente gera insegurança em todos os periféricos da invasão”, finaliza.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais