Júri condena um dos acusados de matar xanxerense em 2014

22 de abril de 2016 15:04
Polícia Compartilhar no Whatsapp
Júri condena um dos acusados de matar xanxerense em 2014 O julgamento do xanxerense acontece no fórum da comarca de Xaxim (Foto: Divulgação/Google Maps/Arquivo Pessoal)
ATUALIZADA: O Juiz Rodrigo Dadal absolveu U.L., de 28 anos, por falta de provas consistentes da participação efetiva nos crimes. Já Charles de Lara de Lima de 25 anos, foi sentenciado a 32 anos de reclusão em regime fechado pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, corrupção de menores e dano qualificado. 
Ainda segundo os autos do processo Nº 000052-82.2014.8.24.0081, outros dois menores L.G., de 17 anos e A.C.S.P., de 14 anos (na época em que o crime ocorreu), também envolvidos no crime, foram condenados por ato infracional de homicídio e estão detidos em Casep, já Charles foi encaminhado ao Presídio Regional de Xanxerê para cumprimento de sua pena.  

Esta sexta-feira (22), será marcada pelo julgamento de dois irmãos na comarca de Xaxim. Os réus C.L.L., de 25 anos e U.L., de 28 anos, são acusados pelo assassinato do xanxerense Marcos Bertan de 34 anos em fevereiro de 2014.

Na ocasião a vítima deslocou-se até a cidade de Xaxim na companhia de três amigos, com um Vw/Gol da família na tarde de domingo, dia 2 de fevereiro de 2014. Um dos amigos retornou para Xanxerê de ônibus na segunda-feira dia 3 de fevereiro de 2014, ao meio dia. O carro da vítima foi encontrado no fim tarde da mesma segunda-feira, incendiado na comunidade da Linha Rondinha, interior de Xaxim, mas o corpo não estava no veículo. Havia no local apenas um facão e uma jaqueta, reconhecida por familiares. Dois dias depois, o corpo foi encontrado em estado de decomposição na comunidade da Linha Colorado, por volta das 18h e 30 minutos.

Os irmãos que hoje são réus, foram presos pela polícia na sexta-feira (7), da mesma semana. Na época foram encaminhados para o Presidio de Xanxerê, onde permaneceram detidos e para onde também serão encaminhados se foram condenados ao término do julgamento. (Fonte: Ronda Policial)


Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário

Saiba Mais