Transporte de pacientes para Chapecó será terceirizado a partir do mês de fevereiro

23 de janeiro de 2019 09:06
Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Transporte de pacientes para Chapecó será terceirizado a partir do mês de fevereiro Imagem Ilustrativa (Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias)

A partir do mês de fevereiro, pacientes que necessitam de transporte até Chapecó para exames ou consultas contarão com esse serviço terceirizado. A preferência será para pacientes atendidos pelo SUS e, para o agendamento do transporte, não haverá mudanças.

De acordo com a secretária de Saúde, Irene Goralski, os pacientes terão de se deslocar até o setor de transporte da Secretaria para agendar a viagem até o município vizinho. Esse agendamento precisa ser feito com, no mínimo, um dia de antecedência.

– O transporte vai funcionar da mesma maneira e a preferência para o transporte de forma gratuita é para pacientes do SUS. A empresa irá pegar os pacientes no mesmo lugar onde hoje os carros do município vão e ele vai até Chapecó, nos locais onde os pacientes precisam ir e retornam logo após o término dos procedimentos de todos os pacientes – explica.

Conforme Irene, um item solicitado à empresa foi que ela cedesse aos pacientes, em Chapecó, uma sala onde eles poderão ficar aguardando até o momento de retornar para Xanxerê.

– O que solicitamos na licitação é que essa empresa tivesse uma sala onde tivesse um acolhimento diferente aos pacientes. Porque geralmente quem vai de manhã, volta de meio dia, mas, pode ser que os procedimentos demorem ou atrasem e o paciente precisa esperar até o fim da tarde para retornar a Xanxerê. Pedimos por essa sala para eles terem um lugar onde ficar após a consulta – comenta.

Segundo Irene, o transporte para Chapecó será um teste e, caso funcione como o esperado, ele poderá ser ampliado também para viagens até Florianópolis. Conforme a secretária, esses dois municípios são os que apresentam as maiores demanda de pacientes.

Quantos aos carros da saúde do município que não irão mais realizar esse transporte, Irene explica que eles continuarão levando os pacientes a outros municípios. Além disso, irão atender as demandas da saúde internamente.

– Temos pacientes que vão também para outros municípios, mas que a demanda é menor. E, temos também um trabalho de transporte dentro do município, temos visitas domiciliares, malotes, tudo isso também precisamos de veículos, por isso da opção de fazer a terceirização. Como temos uma grande demanda de pacientes para fora, às vezes o trabalho dentro do município fica desassistido – frisa.

A expectativa com a terceirização também é diminuir custos com a manutenção dos veículos do município.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais