Vereador de Xanxerê critica aprovação da PEC 241 na câmara dos deputados

26 de outubro de 2016 09:57
Comunidade , Política , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Vereador de Xanxerê critica aprovação da PEC 241 na câmara dos deputados (Foto: Divulgação)

A Câmara de Vereadores de Xanxerê esteve reunida na noite desta segunda-feira (24/10), para a quinta sessão plenária do mês de outubro de 2016. A principal discussão da sessão foi levantada pelo vereador Adriano De Martini (PT). A aprovação da PEC 241 em primeira votação, pela Câmara dos Deputados, vem sendo tema de muitos debates, contras e a favor, do Projeto de Emenda Constitucional proposto pelo governo Temer.

O vereador petista usou o momento da palavra livre para tecer críticas a aprovação da PEC pela Câmara Dos Deputados.

“Esta PEC traz um congelamento dos gastos em investimentos públicos pelos próximos 20 anos, em diversas áreas. Até o momento tinha além da reposição da inflação tinha a discricionariedade do presidente em investir recursos nas áreas de saúde e educação, por exemplo, maiores que a inflação. A partir da aprovação desta PEC isto não poderá ser mais feito. A gente entende que neste momento há uma estagnação econômica e o crescimento do PIB foi menor que o previsto, mas nos próximos anos, segundo alguns estudos, se prevê um crescimento em média de 2,5% ao ano. Nestes 20 anos o investimento que hoje é de cerca de 20% do PIB, nas áreas de saúde e educação, cairá para 10% do PIB. Uma redução drástica que nós não podemos concordar”, declarou o vereador.

Adriano De Martini apresentou uma Moção de Repúdio em relação a PEC 241, que foi criticada pelos vereadores Fernando Callfass (PSDB), Adenilso Biasus (PMDB). Para o vereador Callfass o governo tomou a atitude correta ao cortar os gastos que foram descontrolados por muito tempo, “qualquer empresa que gasta mais do que recebe vai a bancarrota. O Brasil está gastando muito mais do que arrecada e por isso está quebrando. A apresentação da PEC é altamente positiva, pois não tem nenhuma proposta melhor do que ela para colocar o Brasil nos eixos”, disse o vereador.

Já o vereador Biasus foi mais crítico. Para o peemedebista o governo está tentando ajeitar a bagunça que o PT deixou no governo.

“Este partido que foi o grande causador desta situação que o país atravessa, vem falar em reforma tributária e em reforma previdenciária? Ficou 12 anos no poder e não fez porque? Por isso sou a favor da PEC e vou apresentar na próxima sessão, uma Moção de Aplausos a coragem deste governo em “cortar na carne” para tentar controlar as contas públicas que o PT destroçou”, disse o vereador declarando seu voto contra a Moção de Adriano.

Colocada em votação, a Moção teve quatro votos contra, dois a favor e duas abstenção sendo rejeitada pela maioria dos vereadores.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais