Vereadores pedem que Cascata S. Manella seja tombada como patrimônio cultural

22 de maio de 2017 15:40
Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Vereadores pedem que Cascata S. Manella seja tombada como patrimônio cultural Fotos: Patrícia Silva/Lance Notícias

Há muitos que não conhecem, mas o interior de Xanxerê reserva paisagens de tirar o fôlego. Durante o caminho só se vê mato e montanhas, mas ao chegar na Cascata S. Manella a vista faz valer a pena os 21 quilômetros percorridos desde o centro de Xanxerê, onde grande parte é de estrada de chão. Não sendo explorada pelo poder público, o local, foi lembrado pelos vereadores Ricardo Lira e Luiz Augusto Ceni.

Na sessão desta segunda-feira (22) os vereadores farão uma indicação na Câmara pedindo a intervenção da administração municipal, para que tome alguma providência e possa explorar o turismo rural do município. Hoje, a Cascata S. Manella é uma propriedade particular.

“O município está precisando de uma área de lazer, aquilo ali é um patrimônio cultural e natural da região e precisamos preservar. Inclusive o próprio Ministério Público já fez uma intervenção para que não haja alteração no local, mas ele não é tombado”, explica o vereador Ricardo.

 

TJSC declara proteção à Cascata S. Manella

Atendendo a pedido do Ministério Público, o TJSC declarou no último dia 30 de julho de 2012 o “valor histórico, cultural, paisagístico e ambiental da Cascata S. Manela, no Município de Xanxerê”.

Ainda de acordo com a decisão da Justiça catarinense, ficaram os administradores do local proibidos de efetuar no local, seja por próprio esforço ou através de interpostas pessoas, qualquer alteração, reforma ou demolição, ainda que parcial, que importe a perda ou desconfiguração das características da Cascata, à exceção das melhorias para garantir a segurança e saúde dos frequentadores e daquelas relativas às normas de postura, consumeristas e ambientais mediante prévia autorização dos órgãos competentes.

Na prática, embora não tenha havido o procedimento de tombamento, um dos pedidos do Ministério Público na ação, a Cascata Manella fica protegida de qualquer intervenção que possa descaracterizar o patrimônio ambiental pertencente à população de Xanxerê e região.

A sentença fixou multa diária de R$ 2.000,00 para cada modificação que infringir os valores histórico, cultural, paisagístico e ambiental da Cascata (Apelação Cível nº 2008.018556-0).

Fotos: Patrícia Silva/Lance Notícias

Sobre o local

São três quedas, a primeira tem 25 metros de altura. É possível chegar bem pertinho dela. A segunda e a terceira, um pouco menores. As quedas são de águas geladas do Rio Chapecozinho.

O local tem esse nome devido o engenheiro Salomão Manella que iniciou a construção de uma hidrelétrica no local, ainda na década de 60, obra que nunca foi concluída. O motivo da obra ter sido abandonada também é incerto.

Fotos: Patrícia Silva/Lance Notícias

 

A indicação dos vereadores

Nº 294/2017 dos Vereadores Luiz Augusto Ceni e Ricardo Lira da Costa, para que o Poder Público Municipal, avalie a possibilidade de desapropriação total ou parcial, e, a declaração de Paisagem Cultural junto à Fundação Catarinense de Cultura – FCC, da área da Cascata S. Manella.

Fotos: Patrícia Silva/Lance Notícias

 

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais