Veterinário dá dicas para proteger seu pet do barulho feito pelos fogos de artifícios

28 de dezembro de 2016 14:34
Animais , Comunidade , Variedades Compartilhar no Whatsapp
Veterinário dá dicas para proteger seu pet do barulho feito pelos fogos de artifícios (Foto:Divulgação)

Momento de festas para uns e de terror para outros. Quem tem animais de estimação, sabe como é estressante para eles lidar com os barulhos dos explosivos, como fogos de artifícios, situações essa que os expõem a altos níveis de ruídos.

Com a proximidade do ano novo, muitos donos se preocupam com a situação de seus animais. O veterinário Paulo César Boscato explica sobre algumas precauções que devem ser tomadas com os pequenos.

“É muito comum nessa época do ano os animais serem trazidos para o pet shop, pois aqui eles não correm o risco de fugir ou se machucar. Nós aconselhamos aos donos que não querem deixar os bichinhos sozinhos, que levem eles para um lugar distante e calmo ou administrem um calmante que o animal não se machuque durante a queima de fogos”.

O veterinário ainda comenta que ocorreu casos de animais fugirem de suas residências, “já houve casos de animais que fugiram de casa andaram quilômetros e foram atropelados. Isso é bem comum nessa época, os animais ficam alucinados de medo e fogem”.

Dicas

*Mostre que os barulhos não são perigosos. Associe os fogos a coisas legais, faça festa, dê petiscos.
*Bichos que têm uma fobia muito grande, por isso eles podem tomar remédios ansiolíticos. Isso os ajuda a ficarem mais calmos. A medicação deve ser recomendada e acompanhada por veterinário. Experimente dar antes do dia dos fogos, pois é preciso ver o efeito que o remédio exerce no organismo. Em doses erradas, os ansiolíticos podem ter efeito contrário, nesses casos é bom ter cuidado, pois o seu bichinho pode ficar muito “grogue” acabar se machucando.

*Prefira prendê-lo em locais que ele goste, onde ele se sinta mais seguro. Se ele entrou debaixo da cama, o ideal é prendê-lo no quarto.

*Feche o máximo de portas e janelas para abafar o som. Acostume-o ao som ambiente relativamente alto e brinque com ele.

Colaboração Andressa Schons

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais