Vigilância recebe resultado de três suspeitas de dengue em Xanxerê

1 de maio de 2019 11:31 | Visualizações: 270
Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Vigilância recebe resultado de três suspeitas de dengue em Xanxerê Foto: divulgação

Dois casos de dengue já foram confirmados em Xanxerê, em pacientes que contraíram o vírus em outros estados. No entanto, o município contava com três casos de suspeita de dengue contraída em Xanxerê. O resultado saiu e deu negativo.

“De acordo com a Vigilância em Saúde de Xanxerê, o resultado dos exames feitos em três pacientes, que apresentaram os sintomas da dengue, deram negativos, conforme informou o Lacen. Assim, a Vigilância em Saúde reforça a orientação a comunidade, que mantenham todos os cuidados, evitando água parada e assim a proliferação do Aedes aegypti”, disse por meio de nota.

Aedes aegypti tem como criadouros os mais variados recipientes que possam acumular água parada, domiciliares e peridomiciliares. Os mais comuns são pneus sem uso, latas, garrafas, pratos dos vasos de plantas, caixas d’água descobertas, calhas, piscinas e vasos sanitários sem uso. A fêmea do mosquito pode, também, depositar seus ovos nas paredes internas de bebedouros de animais e em ralos desativados, lajes e em plantas como as bromélias.

O que fazer?

  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;
    • Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
    • Mantenha lixeiras tampadas;
  • Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
    • Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.
    • Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
    • Mantenha ralos fechados e desentupidos;
    • Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;
    • Retire a água acumulada em lajes;
    • Limpe as calhas, evitado que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água;
    • Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;
    • Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais