Vitor Pietro deixa hospital após 33 dias internado

13 de junho de 2016 11:45
Comunidade Compartilhar no Whatsapp
Vitor Pietro deixa hospital após 33 dias internado Vitor deixa o hospital nesta segunda-feira (13) (Foto: Arquivo pessoal)

 

Hoje (13) é um dia especial para a família de Vitor Pietro. Depois de 26 dias na UTI, no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó e Sete dias no Hospital de Xanxerê, Vitor deixará o hospital e voltará para a casa. A história do pequeno comoveu centenas de pessoas, após o pai pedir ajuda para comprar um leite especial e caro que a família não tinha condições.

As doações foram tantas que além do leite, Vitor também ganhou roupas, fraldas e o carinho de diversas pessoas. No dia 20 de maio o pai de Vitor, Thiago Antonio Marques entrou em contato com a reportagem do Lance Notícias já que precisava do Leite Infatrini que custa em torno de R$120,00 a lata, esta que dura cerca de dois dias. O pai que trabalha como pintor estava tendo dificuldades para comprar o alimento fundamental para o filho que estava abaixo do peso.

A solidariedade fez toda a diferença. Hoje Thiago comenta que conta com um estoque de cerca de 100 latas que serão utilizadas por Vitor até que ele complete dois anos, hoje ele tem 10 meses. Quando Vitor deu entrada no hospital pesava 4 quilos, estava abaixo do peso e com pneumonia. Agora ele sai com 5,300 quilos e seguirá o tratamento em casa.

“Só estamos aguardando a médica vir dar alta, mas já estamos com as malas prontas. Ele está alegre, parece que sabe que hoje sai do hospital. Graças a Deus ele melhorou, está ganhando peso e graças a toda a ajuda que ganhamos, só temos a agradecer”, diz o pai, feliz.

Cirurgia

Vitor quando nasceu foi diagnosticado com dois problemas cardíacos. Um destes já foi consertado com uma cirurgia realizada logo após o nascimento. Mas, a outra, para ser realizada precisa que o Vitor tenha no mínimo 10 quilos. Como agora ele está ganhando peso e se recuperando como o esperado, a cirurgia deve ser realizada ainda neste ano.

“Provavelmente ele vai fazer a cirurgia até o fim do ano e depois disso sim, ele vai ter uma vida normal, como qualquer outra criança. Ele vai poder correr, jogar bola, andar de bicicleta, vai dar tudo certo”, destaca o pai esperançoso.

Thiago comenta ainda que a partir de agora o tratamento segue em casa e que a família está de braços abertos para receber a todos que os ajudaram. “As portas da nossa casa estão abertas para todos que quiserem conhecer o Vitor, pessoas que nos ajudaram e nós só temos a agradecer”, finaliza.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais