Voluntárias fazem polvos de crochê para doar a bebês prematuros

30 de novembro de 2018 09:36 | Comunidade , Lance Notícias , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Voluntárias fazem polvos de crochê para doar a bebês prematuros Fotos: Arquivos Pessoais

Voluntárias confeccionaram 102 polvos de crochê para entregar a bebês nascidos prematuros e que estão internados no setor neonatal dos hospitais da região Oeste de Santa Catarina. A iniciativa da fabricação surgiu na Dinamarca e tem o objetivo de transmitir calma e proteção à criança, já que os tentáculos dão a sensação que o bebê ainda está dentro do útero de sua mãe.

A ideia inicial foi da professora Roselei Tonetti, que elaborou o projeto e apresentou para a diretora de uma escola de Lajeado Grande (SC).

– Eu faço artesanato e vi algumas reportagens que tratavam deste assunto. Então elaborei o projeto e apresentei à diretora da escola. Ela aceitou. Todo o trabalho foi realizado com doações e contou com a participação de mães, e até mesmo dos alunos – conta.

O projeto foi considerado um sucesso e por conta disso, nos últimos meses, o grupo se reuniu novamente, mas, desta vez para a fabricação de chapéus para as crianças em tratamento contra o câncer.

– Nós nos reunimos de novo e elaboramos os chapéus. Foram 75 unidades. Nós entregamos eles para a Secretaria de Saúde de Xaxim e eles realizaram a entrega no hospital em Florianópolis – conta.

Agora o grupo se organiza para realizar a confecção de novos polvos de crochê. Roselei conta que o projeto trouxe benefícios para várias pessoas.

– Além dos bebês, o polvo trouxe benefícios para outras pessoas. Temos o exemplo que uma criança que só dormia com o bico, quando a mãe trocou ele polvo, ele não usou mais. E também temos de uma senhora com Alzheimer, onde ela se apegou com o polvo e apresentou algumas melhoras. Isso é muito gratificante – conclui.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais