Xanxerê e região seguem em estado de alerta devido risco de temporais

13 de julho de 2016 21:15
Clima Compartilhar no Whatsapp
Xanxerê e região seguem em estado de alerta devido risco de temporais Imagem de radar mostra instabilidade se aproximando do Oeste de SC (Foto: Divulgação)

Nos próximos dias a chuva será frequente em todas as regiões de Santa Catarina. A chuva deve atingir as regiões Oeste, Meio Oeste, Planalto Norte e Litoral Norte já a partir da tarde desta quarta-feira. A partir da noite a chuva deve se estender também às demais regiões prolongando-se também à madrugada de quinta-feira. Há risco de descarga elétrica, granizo e rajadas fortes de vento. O corpo de Bombeiros de Xanxerê segue em alerta devido o risco de temporais na região.

No decorrer da quinta-feira (14/07), a condição de chuva deve persistir nas regiões que fazem divisa com o RS. Nas demais regiões, diminuição da chuva e variação de nuvens. Persiste o risco de descarga elétrica, granizo e rajadas de vento fortes.

Na sexta-feira e no sábado (15 e 16/07), a chuva diminui nas regiões Planalto Sul, Litoral Sul, Oeste e Meio Oeste, atingindo com mais força as regiões Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte. Nestes dias o volume de chuva pode chegar a 60 mm.

A partir da noite de sexta-feira e especialmente no fim de semana e segunda-feira (16, 17 e 18/07) uma nova onda de ar polar atinge o Sul do Brasil, causando declínio acentuado na temperatura em Santa Catarina.

A temperatura mínima será negativa (entre -2°C e -6°C) nas áreas altas do Oeste ao Planalto com formação de geada ampla, nas madrugadas de domingo (17/07) a terça-feira (19/07). O frio também será intenso no Litoral e Vale do Itajaí, onde a mínima deve ficar abaixo de 5°C, com chance de geada isolada.

1

Recomendações da Defesa Civil SC:

Tempestades com descargas elétricas (raios), ventos fortes e granizo: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro é o melhor local durante uma tempestade!

Alagamentos: Evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Geada: agricultores deverão tomar medidas preventivas.

Frio intenso: atenção com população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. Além disso, abrigar animais domésticos nas noites mais frias. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, em virtude das doenças causadas pelo frio (gripe, resfriados, pneumonia, meningite) é essencial tomar medidas simples como manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos. Essas medidas são de grande valia na prevenção destas doenças, ressaltando que crianças e pessoas idosas são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio e devem estar mais atentas.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais