Xanxerê registra 53 novos casos de HIV/AIDS neste ano

24 de novembro de 2017 09:26
Comunidade , Lance Notícias , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Xanxerê registra 53 novos casos de HIV/AIDS neste ano Cerca de 313 pacientes adultos recebem acompanhamento. (Foto: Divulgação)

A AIDS é causada pelo vírus HIV, que interfere na capacidade do organismo de combater infecções. O vírus pode ser transmitido pelo contato com sangue, sêmen ou fluidos vaginais infectados.

No Brasil, são registrados mais de 150 mil casos por ano. Neste ano, em Xanxerê, até o mês de outubro, 53 casos novos foram registrados. De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde de Xanxerê, Caroline Cenzi, cerca de 313 pacientes adultos recebem acompanhamento.

“Hoje em acompanhamento do Serviço de Atendimento Especializado em Xanxerê, da Secretaria de Saúde, há em torno de 313 pacientes adultos em acompanhamento, sendo 163 do sexo masculino e 150 do sexo feminino”.

Ainda de acordo com a coordenadora, a faixa estaria dos pacientes que estão em acompanhamento é de 15 a 80 anos, com predominância de casos na faixa estaria de 20 a 49 anos.

Confira os dados dos últimos cinco anos:

Caroline destaca que os números são considerados altos, relativos ao município de Xanxerê. “É alto, pois temos um aumento gradativo de casos. Notamos um aumento considerável nos homens e notamos que estão procurando mais para fazer os exames”.

Diagnóstico do HIV

Caroline diz ainda que conhecer o quanto antes a sorologia positiva para o HIV aumenta a expectativa de vida de uma pessoa que vive com o vírus e, quem realiza o teste com regularidade, busca tratamento no tempo certo e segue as recomendações, ganha qualidade de vida.

“Se caso alguém passou por uma situação de risco, como ter feito sexo desprotegido ou compartilhado seringas, faça o teste anti-HIV. O diagnóstico é feito a partir da coleta de sangue”.

Em Xanxerê, o exame pode ser realizado no laboratório municipal, no CTA, nas segunda, quartas, quintas e sextas, das 7h30 às 9h, em jejum.

“As unidades de saúde também realizam os testes rápidos para as gestantes, puérperas, solicitação médica e pessoa que se encontram em situação de risco para transmissão do mesmo. Os testes ficam prontos em 30 minutos e são gratuitos”.

Em todos os casos, a infecção pelo HIV pode ser destacada em pelo menos 30 dias, a contar da situação de risco. Isso porque o exame busca anticorpos contra o HIV no material coletado.

Sintomas

Algumas semanas depois da infecção pelo HIV, podem ocorrer sintomas semelhantes aos da gripe, como: febre, dor de garganta e fadiga. A doença costuma ser assintomática até evoluir para AIDS. Os sintomas da AIDS incluem perda de peso, febre ou suor noturno, fadiga e infecções recorrentes.

A propagação da doença ocorre por meio de produtos com sangue (agulhas sujas ou sangue não testado); de mãe para bebê durante a gravidez, parto ou amamentação; relações sexuais sem proteção.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais