Xanxerense presidente de Conselho Regional destaca principais ações programadas para o ano

11 de fevereiro de 2019 09:30
Comunidade , Turismo , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Xanxerense presidente de Conselho Regional destaca principais ações programadas para o ano (Foto: Cristiane Aline)

Na última semana, a xanxerense Elisiane Silveira assumiu, interinamente, a presidência do Conselho Regional de Turismo do Grande Oeste (Conturoeste). A posse efetiva acontece no início do mês de março, pois é preciso respeitar um período caso outra chapa queira concorrer à presidência.

De acordo com Elisiane, a posse de transferência interina ocorreu pelo fato da atual presidente solicitar afastamento das atividades. Sendo assim, o conselho decidiu antecipar a troca de diretoria, que deveria acontecer apenas em junho, pois em março o Mapa Brasileiro de Turismo precisa iniciar sua atualização.

– Já fizemos os trâmites legais para que o Conselho já tivesse em março com a nova diretoria eleita e começasse o processo de atualização do mapa. Essa atualização tem diversos critérios para que os municípios pertençam a ele. A última atualização foi em 2017 e agora passamos por uma nova, com outros critérios, para saber quais serão os municípios que vão permanecer no mapa brasileiro de turismo. Esses municípios que pertencem ao mapa tem prioridade na captação de recursos junto ao Ministério e a Secretaria do Estado – explica Elisiane.

A região do Grande Oeste, compreendida pelo Conselho, é formada por 33 municípios, sendo que apenas 18 deles fazem parte do mapa. De acordo com Elisiane, mesmo sem a total certeza de que ficará à frente do Conselho, destaca que há diversos projetos novos para esta gestão.

– Temos bastante projetos para essa gestão. Xanxerê está muito honrado em receber pela primeira vez a presidência de um Conselho Regional. Já temos mapeadas algumas ações para este ano. Em março e abril temos as capacitações em parceria com a Secretaria de Estado. Essas capacitações serão para os gestores na área de turismo, justamente para sabermos como trabalhar os Conselhos Municipais, como ter ações estratégicas para que a gente consiga organizar um roteiro integrado para a região Oeste – comenta.

Segundo ela, o foco da gestão será a atualização do mapa e a organização de um rota, que compreenda os municípios que fazem parte do mapa, mostrando suas qualidades, hospedagem e atrativos, para atrair turistas de todo o país.

– O foco dessa gestão será atualização do mapa e a integração dos municípios para que a gente faça uma rota integrada entre todos eles. Um turista não vem de longe para visitar apenas um ponto turístico, mas se mostramos que tem uma rota organizada, vários atrativos, tanto de eventos e negócios como de lazer, boas acomodações e que eles estão mapeados, talvez a gente consiga a atração de um turista mais distante – frisa.

Além disso, outro ponto que deve ser incentivado é o regionalismo. Conforme Elisiane, será trabalhado com a população para que prestigiem e visitem os municípios vizinhos.

– Queremos incentivar o regionalismo, que as pessoas visitem um município vizinho para as pessoas entenderem a importância da cadeia do turismo. A geração do ISS não se dá só por um turista de longe. Se as pessoas saem daqui e vão para Chapecó, pernoitam lá ou comem em um restaurante, isso já gera ISS para o município e a pessoa já é considerada uma excursionista, alguém que gera rendimento em função do deslocamento entre um município e outro. Sabemos que o foco da nossa região vai ser esse, conquistar os munícipes para que eles aprendam a visitar e conhecer os municípios vizinhos – conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais