Xanxerense que recebeu prêmio Jovem Pesquisador apresenta projeto em Minas Gerais

21 de julho de 2017 11:42
Comunidade , Educação , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Xanxerense que recebeu prêmio Jovem Pesquisador apresenta projeto em Minas Gerais Xanxerense que recebeu prêmio Jovem Pesquisador representa universidade em Minas Gerais. (Foto: Arquivo Pessoal)

O xanxerense Vinícius Bernardi Cauvilla, de 22 anos, foi vencedor da Jornada de Iniciação Científica e Tecnológica (JIC) da Universidade Federal Fronteira Sul de Chapecó. O acadêmico representou a universidade em Belo Horizonte, Minas Gerais, na Jornada de iniciação científica, que ocorreu na última semana.

Vinícius destaca que o projeto apresentado foi aprovado e será publicado. “Como eu venci o prêmio de jovem pesquisador da Jornada de Iniciação Científica, vim para Belo Horizonte representar a UFFS. Apresentei meu trabalho aqui na Universidade Federal de Minas Gerais, na 69 reunião anual da sociedade brasileira para o progresso da ciência, ele foi aprovado e será publicado”.

A realização da Jornada teve por objetivo promover o intercâmbio das atividades de pesquisa desenvolvidas nas modalidades de Iniciação Científica, de Desenvolvimento Tecnológico e de Inovação nas diversas áreas do conhecimento.

Projeto apresentado:

O projeto realizado pelo acadêmico tinha como objetivo a implantação de um sistema de monitoramento pluviométrico e fluviométrico automáticos, visando à criação de um banco de dados hidrológicos.

“O projeto de Pesquisa Hidrologia no Campus Chapecó da UFFS contempla uma parte do projeto aprovado pelo Edital Universal de 2014: Chamada MCTI/CNPq/N 14/2014. Durante a realização do projeto, buscou-se o entendimento dos processos hidrológicos que ocorrem na Bacia Hidrográfica do Rio da Divisa, localizada na UFFS Chapecó. Realizou-se a implantação de um sistema de monitoramento pluviométrico e fluviométrico automáticos, visando a criação de um banco de dados hidrológicos. Após a criação do banco de dados, realizou-se o estudo do tempo de concentração da bacia hidrográfica, bem como a análise das precipitações ocorridas no local. Também, foram realizadas atividades de campo para medição de vazão no rio principal da bacia (Rio da Divisa) por meio do método do molinete hidrométrico. Após as medições de vazão, realizou-se a construção das relações matemáticas da geometria hidráulica para a seção onde está localizada a estação fluviométrica”.

Relembre:

Xanxerense recebe prêmio Jovem Pesquisador e representa Universidade em Minas Gerais

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais