Educação

Éricka Veloso Dos Santos | 14/05/2024 11:17

14/05/2024 11:17

9992 visualizações

Alunos de Xanxerê desenvolvem armadilhas contra o mosquito da dengue

Prevenção à dengue: alunos desenvolvem armadilhas em Xanxerê.

Estudantes das escolas EEB Pres. Artur da Costa e Silva e EEB Prof. Iracy Tonello, em Xanxerê, estão dedicados a uma importante missão: o combate ao mosquito da dengue. Sob a orientação da professora Thays Bragagnolo Casal, eles desenvolveram armadilhas para capturar o Aedes aegypti, vetor responsável pela transmissão do vírus da dengue.

As armadilhas, distribuídas estrategicamente pela escola, representam uma medida eficaz no monitoramento e controle da população de mosquitos. Utilizando materiais simples como garrafas PET, fita isolante, microtule e ração para gatos, os estudantes criaram dispositivos que servem como atrativos naturais para os insetos.

O projeto foi desenvolvido como parte de componentes curriculares eletivos, envolvendo estudantes do ensino médio das turmas 102, 105, 108, 203 e 206 da EEB Pres. Artur da Costa e Silva, na disciplina “Experimentação e outras práticas investigativas”, e turmas do primeiro ano do ensino médio da EEB Prof. Iracy Tonello, na disciplina “Conhecimento científico em ciências da natureza”.

Clique aqui para seguir a comunidade do Grupo Lance Notícias no WhatsApp.

Além de contribuir para o controle da dengue, a participação nesse projeto proporcionou aos estudantes o desenvolvimento de habilidades importantes, como trabalho em equipe, pensamento crítico e responsabilidade social. Eles se tornaram agentes multiplicadores de informação, levando o conhecimento científico adquirido para suas famílias e amigos.

Essa iniciativa não apenas promoveu a conscientização sobre a importância do combate ao mosquito transmissor, mas também demonstrou o poder da colaboração entre escolas, estudantes e comunidade na busca por soluções para problemas de saúde pública.

Deixe seu comentário