vitta cardio menu
Santa Aurora Direita

Polícia investiga morte de jovem encontrado em lago da usina de Itá

Patrícia Silva | Polícia | 19/02/2021 11:55
Polícia investiga morte de jovem encontrado em lago da usina de Itá
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 31235

A Polícia Civil investiga a morte do ex-jogador de futsal Marcelo Rodrigues, 26 anos. O atleta foi encontrado morto no lago da Usina Hidrelétrica de Itá, no Oeste catarinense, na segunda-feira (15). De acordo com as investigações, a suspeita é que o jovem tenha morrido por afogamento acidental. A família de Marcelo acredita que ele foi assassinado.

Segundo a irmã do ex-jogador, Marcieli Rodrigues, ele saiu da casa que vivia com os pais, em Seara, também no Oeste, para ir a uma festa em um sítio no sábado (13). Contudo, o jovem não retornou para a residência. Na segunda-feira pela manhã, um boletim de ocorrência foi feito relatando o desaparecimento. No período da tarde, por volta das 16h, o corpo foi localizado.

Marcelo Rodrigues, o “Marcelinho”, como era conhecido, jogava futsal desde a infância e chegou a ganhar um campeonato estadual, segundo a família. A carreira foi interrompida após uma fratura. Atualmente, ele trabalhava em uma empresa de solda.

O time Seara Futebol Clube publicou nas redes sociais uma nota de pesar lamentado a morte do ex-atleta. “O Seara Futsal lamenta a morte do Jovem Searaense Marcelo Rodrigues, popularmente chamado de Marcelinho. O atleta já vestiu às cores do Futsal Seara em 2012 quando jogava na base, participando depois um tempo do time adulto. Desejamos força a todos os amigos e familiares”.

Investigações

O delegado responsável pelo caso, Marcos Giovanni Silva, informou que o corpo foi encontrado boiando no lago. Com base nas investigações, o policial disse que a festa aconteceu sem autorização e que o local fica próximo da Usina onde Marcelo foi encontrado sem vida por um homem que passeava de barco pelo local.

– Não há suspeita de homicídio diretamente. Somente há um disse me disse de pessoas que não viram nada. O que existe é que este menino apareceu afogado depois de ter ido numa festa — diz o delegado.

Ainda de acordo com Silva, não foram constatados sinais violência no corpo, porém só o laudo que está sendo feito pelo Instituto Geral de Perícias poderá comprovar o motivo da morte.

Pessoas que estavam com Marcelo momentos antes do desaparecimento estão prestando depoimentos e o inquérito policial já foi instaurado.

Segundo a irmã do ex-jogador, pessoas informaram que Marcelo foi visto pela última vez por volta das 3h da manhã de domingo na festa acompanhado por um grupo de pessoas. A polícia não confirmou as informações.

– A gente não acredita que seja um afogamento. Nós não acreditamos que tenha sido acidente ou que ele se fez isso. Nós acreditamos que alguém fez isso para ele – afirma a irmã do ex-atleta.

Informações do G1

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias