Santa Aurora
Santa Aurora Direita

Prefeitura de Xanxerê conhece projeto de lar temporário de animais no RS

Lance Notícias | Animais | 24/06/2020 12:45
Prefeitura de Xanxerê conhece projeto de lar temporário de animais no RS Foto: Prefeitura de Xanxerê
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 53254

Empenhada no desenvolvimento de ações que possam minimizar a situação de abandono e maus tratos no município, a Secretaria Municipal de Agricultura e Políticas Ambientais de Xanxerê visitou nesta semana o projeto do Lar Temporário para animais abandonados em Lagoa Vermelha, no Rio Grande do Sul.

O secretário Edson Zape e a Diretora de Agricultura, Alexsandra dos Santos, estiveram conhecendo o local, que foi inaugurado no mês de maio de 2020. Os dois foram recebidos pelo Engenheiro Agrônomo Éder Piardi idealizador do projeto e pela representante da ONG APIA (Associação dos Protetores incondicionais dos Animais) Aline Franciscon, que relataram a experiência da implantação do Lar Temporário, uma vez que o município de Xanxerê também estuda a possibilidade de implantação de uma estrutura similar para atendimento dos animais em situação de maus tratos.

– No projeto apresentado identificou-se uma parceria muito grande entre o município, a ONG APIA, Ministério Público e a comunidade, parceria essa que será fundamental também para o município de Xanxerê, pois o projeto envolveu a doação de um terreno por parte do município para a ONG que junto com o MP buscou recurso para a construção do espaço – destaca o secretário Edson Zape.

No Lar Temporário, enquanto não são adotados, os cães são castrados e chipados, tendo uma equipe de voluntários que trabalham diariamente para tratar e dar os devidos cuidados aos animais.

Em Xanxerê várias ações estão sendo avaliadas para futura implementação para que o município possa caminhar para uma solução, tais como a microchipagem dos animais das pessoas cadastradas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico), um número de pelo menos 30 castrações por mês também para as pessoas de baixa renda e a implantação de um programa de controle e identificação dos animais para que as pessoas que abandonam os animais possam ser responsabilizados.

A Secretaria Municipal de Agricultura e Políticas Ambientais já está articulando junto com o Grupo de Bem Estar Animal o desenvolvimento de um fluxograma para implementação de todas as ações previstas pela secretaria.

– Na sequência estaremos enviando para o Ministério Público para que o mesmo tome ciência das ações bem como possa apoiar e fazer as devidas sugestões a secretaria – finaliza Zape.

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias