vitta cardio menu
Santa Aurora Direita

Superação: locutor enfrenta desafios após diagnóstico de paralisia facial de Bell 

Heloísa Maia | Xanxerê | 03/05/2021 14:23
Superação: locutor enfrenta desafios após diagnóstico de paralisia facial de Bell 
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 19013

A paralisia facial de Bell (paralisia do nervo facial) causa o enfraquecimento repentino dos músculos de um lado do rosto, devido à disfunção do 7º nervo craniano. O 7º nervo craniano é responsável pela movimentação de vários músculos faciais, como por exemplo: salivação, glândulas lacrimais, detecção do gosto e audição. Os médicos costumavam pensar que as causas da paralisia de Bell eram idiopáticas (desconhecidas), porém algumas evidências recentes sugerem que em alguns casos, pode ser identificada uma causa.

Essa é a história do locutor Herminio Merquides da Silva, de 55 anos. Natural de Xanxerê e atualmente residindo em Porto Alegre – RS, Herminio enfrenta a paralisia facial de Bell e conta como essa condição mudou sua vida.

– A pessoa de uma hora para outra fica com a boca torta, com a voz diferente, o olhar caí e você não sente mais o sabor dos alimentos. Segundo o meu médico, isso pode acontecer à noite, quando estamos dormindo ou quando comemos sopas ou alimentos quentes demais e aí nos expomos ao ar livre. Além da falta de exercícios, vida sedentária – relata.

O locutor busca se recuperar da doença de todas às formas e desde a descoberta até hoje, ele permanece realizando o acompanhamento com um neurologista profissional. Além de realizar sessões de fisioterapia, Herminio também faz exercícios faciais com massagistas e esteticistas da área, tudo para que os movimentos voltem aos poucos.

– Eu tive a paralisia em apenas um lado do rosto e assim os dias foram passando. Até hoje estou fazendo exercícios com profissional, tomando medicamentos específicos recomendados por neurologista e auxilio de buço facial. Imagina um locutor com esse problema? Como seria ele nessa situação para se comunicar, trabalhar – comenta.

De modo geral, a paralisia de Bell é uma condição temporária, em que o paciente se recupera após alguns dias ou meses. No entanto, como os efeitos estéticos da paralisia de Bell podem ser devastadores, tratamentos feitos com medicamentos podem ajudar a diminuir o tempo de duração da paralisia de Bell.

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias