Central
Santa Aurora Direita

Suspeita de matar o pai policial não citou caso Richthofen em depoimento

Lance Notícias | Comunidade | 17/10/2021 15:11
Suspeita de matar o pai policial não citou caso Richthofen em depoimento Foto: Marcos Lewe/Wh3
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 22408

O delegado responsável pela Delegacia de Investigação Criminal (DIC) de São Miguel do Oeste e responsável pelas investigações da morte do Policial Civil, Neife Werlang, 46 anos na última sexta-feira (15), no Bairro Agostini em São Miguel do Oeste, João Westphal, afirmou neste domingo (17) que a filha, principal suspeita do homicídio não disse em seu depoimento que o crime tenha relação com o caso Richthofen ocorrido em 2002 em São Paulo.

Segundo o delegado, esse tipo de caso é bastante sensível. Se houver algo de influência de algum caso famoso, ou mesmo algum grupo voltado a ataques, certamente será divulgado e a Diretoria de Inteligência da Polícia Civil atuará em conjunto.

Ainda conforme Westphal, alguns aparelhos foram apreendidos e devem ser analisados nos próximos dias. Além disso, as investigações continuam para entender a dinâmica da fuga das jovens e a motivação do crime.

Relembre:

Policial civil foi morto a facadas pela própria filha, aponta investigação

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias