Pittol
Pittol

Voluntários ofereceram dia de terapias completares para profissionais do HRSP

Tamily Capeletto | Comunidade , Solidariedade | 27/01/2022 14:05
Voluntários ofereceram dia de terapias completares para profissionais do HRSP
Compartilhar no Whatsapp
Visualizações: 19789

Promover o bem-estar e a qualidade de vida dos colaboradores do Hospital Regional São Paulo (HRSP). Esse foi o objetivo de uma ação que aconteceu no hospital na última sexta-feira (21). O Grupo de Humanização e a Comissão de Educação Permanente do HRSP, convidaram terapeutas para realizarem ações no hospital. Voluntariamente os profissionais ofereceram sessões de massoterapia, Reiki, cone hindu, auriculoterapia e oficina coletiva de autoconhecimento. A ação será repetida nesta sexta-feira (28).

As atividades com os terapeutas voluntários aconteceram em espaços do ambulatório de traumas, de especialidades e no auditório do hospital. Conforme a Coordenadora do Grupo de Humanização do HRSP, Suellienn Centenaro, a atividade foi recebida com muito entusiasmo pela equipe do hospital.

— Muitos colaboradores relataram que nunca tinham feito essas terapias, por falta de tempo ou oportunidade. Para a próxima sexta-feira (28), os horários para as terapias, já estão todos agendados. Agradecemos imensamente todos os terapeutas que se disponibilizaram voluntariamente em doar tempo e conhecimento aos trabalhadores do hospital— agradece Suellienn.

Camila Rampanelli ofereceu sessões de Cone Hindu (também conhecido como Cone Chinês).

— Levar o Cone para esses profissionais é uma forma de retribuir, de se doar e cuidar de quem tanto faz pela gente. Uma experiência para mim marcante e que foi muito além das expectativas. Tudo organizado e preparado com muito cuidado e respeito a cada um. Que essa integração traga ainda muitas outras oportunidades. Imensa gratidão a todos—declarou a terapeuta.

Lygia Modesti ofereceu sessões de auriculoterapia.

— A ação foi inovadora na região e inclusiva. Percebi os colaboradores se sentindo acolhidos e cuidados. Se sentindo inclusos no processo de cuidado. E isso é fundamental para uma equipe engajada e pronta para exercer o cuidado em todas as áreas— afirmou.

A terapeuta Daiane Pavi atuou com sessões de Reiki.

—Sinto profunda gratidão. Poder proporcionar um breve momento de cuidado, paz e conforto a pessoas que cuidam de tantas outras, é maravilhoso. Afinal quem cuida, merece ser cuidado e este é o meu propósito como Terapeuta Integrativa, como técnica em Enfermagem e como ser humano. Espero que este momento perdure, afinal cuidar e estar a serviço da vida, certamente é o propósito deste projeto— Daiane Pavi

A terapeuta Carla Manfro promoveu uma roda de conversa com os colaboradores. Os participantes foram instigados a falar sobre mudanças de posturas e os sentimentos vivenciados durante o período de pandemia.

—Um olhar para a vida e para o valor da vida. Assim eu defino essa ação aos profissionais do HRSP. Poder contribuir com o meu trabalho, de forma pontual e essencial, me deixa feliz e honrada. Poder levar um toque especial e um novo olhar para a vida a esses profissionais que estão a serviço da vida, dá ainda mais sentido o meu propósito e eu agradeço imensamente por ter aprendido com eles também sobre o quanto somos pequenos diante da imensidão da vida. Muito obrigada pela oportunidade— finalizou Carla Manfro.

A empresa Mais Cursos participou da ação oferecendo sessões de massatorapia e auriculoterapia para os colaboradores do HRSP. A Gestora de Ensino, Gisely Antunes Dall´Igna, avalia:

— Para nós, conseguir incluir o estudante em ações que envolvem as práticas do curso que ele está realizando, é mais que uma oportunidade de ajudar. É a comprovação para o aluno de que ele está no caminho certo, que é realmente no que deseja trabalhar. Entendemos que o voluntariado deveria ser uma matéria escolar, seria tão gostoso como educação física. Percebo que as pessoas em geral, gostam muito de ajudar, mas muitas vezes não sabem como ou onde começar. Conectando com o janeiro Branco, ser voluntário uma vez por semana, ou por mês, não vai resolver todos os nossos problemas, mas por experiência própria, os tornará menores — finaliza Gisely.

Deixe seu comentário

Acesse nosso grupo de notícias